- Publicidade -

veículo monitoramento Zona Azul

Estapar esclarece que os veículos são equipados com câmeras que fazem a leitura das placas e verificam a ativação do Cartão Zona Azul

Quem circula pelas ruas de São Paulo já deve ter visto os carros adesivados que fazem a fiscalização da Zona Azul na cidade. A Estapar, responsável pela concessão do estacionamento rotativo, esclarece que esses veículos de monitoramento possuem câmeras de uso exclusivo para leitura de placas dos carros e acompanhamento da ativação do Cartão Azul Digital (CAD).

Porém, a emissão de multas não cabe à Estapar. As informações são enviadas para os órgãos responsáveis para análise e aplicação das infrações, como a CET. A empresa somente monitora o uso das vagas rotativas.

- Publicidade -

De acordo com a Estapar, os dados passam por um sistema inteligente que faz uma dupla verificação dentro de 15 minutos, considerado um tempo hábil para ativar o CAD. “É importante ressaltar que imagens de carros saindo de garagens ou manobrando são descartadas pelo sistema”, afirma Fernando Zillo, diretor de Zona Azul da Estapar.

Vale lembrar que não são mais permitidos os cartões em papel. Atualmente, é aceito somente o Cartão Azul Digital (CAD), adquirido por meio de créditos em aplicativos de smartphone ou em comércios. Com isso, não é necessário deixar nenhum comprovante dentro dos veículos: toda a fiscalização da Zona Azul é feita pelo sistema digital.

Um crédito de Zona Azul Digital custa, no máximo, R$ 5 por hora. Contudo, o valor pode variar dependendo da região e o tempo de permanência. Da mesma os horários de vigência dependem do local, podendo ser de 1 hora, 2 horas ou até 3 horas por crédito.

- Publicidade -

Saiba mais: Estapar esclarece dúvidas sobre o cartão de Zona Azul digital

Foto: Divulgação

Share This