zona azul

A partir de novembro de 2020, começa a valer a operação exclusiva das vagas de estacionamento rotativo de Zona Azul pela Estapar; entenda o que muda

Desde 2017, não existe mais o talão de Zona Azul, de modo que o único sistema permitido atualmente é o digital. Contudo, mesmo depois de anos em vigor, a Zona Azul digital ainda gera dúvidas entre os usuários dessas vagas na cidade de São Paulo. Principalmente com as mudanças que terão início a partir de 17 de novembro de 2020: a concessão exclusiva da Estapar para gerenciar as vagas de estacionamento rotativo em toda a capital paulista. Para ajudar, a Revista CARRO lista a seguir as principais dúvidas envolvendo o serviço de Zona Azul.

Ainda posso usar a Zona Azul de papel?

- Publicidade -

Não é mais permitido o uso do cartão Zona Azul em papel desde dezembro de 2016. Atualmente, é aceito somente o Cartão Azul Digital (CAD), adquirido por meio de créditos em aplicativos de smartphone ou em comércios.

Preciso deixar algum comprovante no carro?

Não, toda a fiscalização é feita pelo sistema digital, por meio dos agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Como funciona a Zona Azul em São Paulo com a concessão exclusiva?

A cidade de São Paulo alterou as regras e cedeu a concessão exclusiva para uma única empresa administrar as vagas de estacionamento rotativo nas ruas da capital. Como as novas regras entram em vigor em 17 de novembro de 2020, o usuário ainda consegue adquirir créditos em estabelecimentos como bancas de jornais e demais comércios, ou via aplicativos para smartphone. Mas estes créditos poderão ser adquiridos em qualquer empresa credenciada somente até o dia 16 de novembro, com utilização até 15 de fevereiro de 2021.

- Publicidade -

Depois o serviço passará a ser exclusivo na nova empresa, a Estapar. Ou seja, a partir de 17 de novembro de 2020, todas as novas compras de créditos deverão ser feitas exclusivamente pelo app da Estapar Nova Zona Azul. E a partir de 15 de fevereiro de 2021, estará em operação apenas este aplicativo na cidade de São Paulo.

Posso transferir meus créditos?

Sim, se o usuário não utilizar seus créditos até fevereiro do próximo ano, ele poderá transferir os valores em aberto para a nova empresa. De acordo com a Estapar, os créditos existentes em outros aplicativos serão migrados automaticamente, no prazo de alguns dias.

Qual o valor da Zona Azul em São Paulo?

Um crédito de Zona Azul Digital custa, no máximo, R$ 5 por hora. Contudo, o valor pode variar dependendo da região e o tempo de permanência.

Quais os horários de estacionamento para a Zona Azul?

Dependendo do local, o período de estacionamento permitido pode ser de 1 hora, 2 horas ou até 3 horas por crédito. Na maior parte das áreas da cidade, um crédito é válido por uma hora e dois créditos para duas horas – essa regra se aplica, inclusive, quando a placa de sinalização não indicar o tempo de validade do cartão.

Em locais considerados “Áreas Especiais”, como o Parque Ibirapuera e o Parque da Aclimação, 1 crédito é válido para 2 horas e 2 créditos para 4 horas; na Praça Charles Miller, 1 crédito é válido para 3 horas e 2 créditos para 6 horas. Por isso, é importante confirmar as informações na placa de sinalização, que indicará os dias da semana, horário de funcionamento e demais condições para o uso da Zona Azul.

Posso usar quantos cartões de Zona Azul de uma vez?

É permitido utilizar somente um ou, no máximo, dois cartões digitais para estacionar na mesma vaga. Após esse período, é necessário mover o veículo. Caso isso não ocorra, será considerada infração por estacionamento de forma irregular, uma infração grave, sujeita a multa, cinco pontos na CNH e medida administrativa de guinchamento.

Posso cadastrar dois carros no aplicativo?

Sim, é possível cadastrar quantas placas de veículo desejar nos aplicativos.

O que preciso fazer para usar a Zona Azul digital?

Baixe em seu celular um dos aplicativos disponíveis para utilizar a Zona Azul Digital. Você pode consultar as empresas credenciadas pela CET no site. Em seguida, abra o aplicativo e cadastre-se registrando login e senha de acesso – você deverá fornecer algumas informações pessoais e um número de cartão de crédito para que sejam efetivados os débitos.

E se eu ficar sem internet na hora de ativar os créditos?

Caso você já possua créditos no aplicativo, mas na hora de ativá-los ficou sem acesso à internet, verifique junto à empresa do aplicativo que utiliza como realizar esse procedimento. Em geral, será necessário entrar em contato pela central de atendimento. No site da CET há uma lista dos aplicativos disponíveis no momento e os respectivos procedimentos para ativação off-line.

- Publicidade -
Share This