- Publicidade -

Trânsito

A maior parte dos motoristas já conhece essas dicas, mas não se lembra de aplicá-las no dia a dia. Veja o que você pode fazer para economizar combustível

Com a alta constante no preço dos combustíveis no Brasil, saber como dirigir de forma econômica se tornou ainda mais importante. E algumas dicas simples podem fazer diferença, mas os motoristas não se lembram de aplicá-las no dia a dia para economizar combustível.

“Para um veículo com motor a gasolina/etanol convencionais, com transmissão manual, é aconselhável que sejam empregadas as marchas mais altas, desde que compatíveis com a velocidade de condução, o que faz com que o motor entregue a mesma potência necessária para a condução, porém em uma rotação menor. Se o motorista estiver conduzindo o veículo a 30 km/h, por exemplo, um menor consumo de combustível seria obtido se o automóvel estiver na 3ª marcha engatada do que na 2ª marcha”, afirma o professor de Engenharia Mecânica do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT), Clayton Barcelos Zabeu.

- Publicidade -

E se o veículo possuir indicador de trocas de marchas, não o ignore! “Esses indicadores informam ao usuário qual o momento ideal de troca de marcha a fim de permitir uma condução mais econômica. Entretanto, o condutor deve evitar acelerações bruscas. A condução mais ‘suave’, com o motor trabalhando entre 1.500 e 3.000 rpm, sem grandes pisadas agressivas no pedal do acelerador, tende a reduzir o consumo de combustível urbano. Além disso, é extremamente importante manter a manutenção do carro regular”, completa.

Manter a manutenção do veículo em dia também faz diferença no consumo: do estado dos filtros à calibragem dos pneus. O especialista, por exemplo, destaca causas que elevam o consumo como filtro de ar extremamente restritivo, velas de ignição usadas além de seu limite e falha na sonda de oxigênio (sonda lambda).

“A pressão baixa dos pneus é bastante comum. Por isso, é  importante sempre a recomendação do fabricante do veículo/pneu. O uso do condicionador de ar também impacta  no consumo de combustível. Um veículo com o ar condicionado ligado consumirá mais combustível do que desligado”, explica o professor.

- Publicidade -

O que fazer no dia a dia? 

  • Não carregue peso desnecessário no veículo;

  • Mantenha em dia o alinhamento de suspensão, a pressão de pneus e a regulagem adequada de freios;

  • Jamais “descanse” o pé no pedal do freio;

  • Evite acelerações bruscas ou agressivas;

  • Siga a recomendação do indicador de troca de marchas, quando ele estiver presente no veículo;

  • Faça a manutenção periódica de itens como filtros de ar e de óleo, velas de ignição e regulagem de válvulas de admissão e escape.

“Todas as dicas também servem para os carros automáticos. Ao se pisar fundo e bruscamente no pedal do acelerador, os sistemas de controle reagem como se o motorista quisesse efetuar uma manobra de aceleração brusca, o que ocasiona uma redução de marcha (o famoso kick-down do acelerador). Ao reduzir a marcha de engrenamento, ocorre um aumento de velocidade do motor e, usualmente, um aumento de consumo de combustível para a mesma potência entregue na roda”, finaliza.

Foto: Arquivo/Revista Carro

Share This