Checar nível do óleo

Você com certeza já foi ao posto de combustível, popularmente conhecido como postos de gasolina, abastecer o carro e o frentista pediu para ver o nível do óleo e do reservatório do limpador de para-brisa, certo? Mas você sabia que não deve completar o óleo se o nível estiver baixo? Para não prejudicar componentes do veículo e gastar mais depois com a manutenção corretiva do problema, a Revista Carro lista alguns pontos de atenção na sua próxima visita ao posto.

Completar o óleo

O óleo lubrificante tem a função de reduzir o atrito entre as peças do motor e manter sua temperatura ideal de funcionamento. Contudo, por ser um sistema fechado, não deveria ocorrer vazamentos nem redução significativa no nível do óleo se você estiver obedecendo os prazos de troca estipulados pela fabricante. Com o tempo, ele perde as propriedades e, consequentemente, sua eficiência.

- Publicidade -

É importante verificar o nível regularmente, que deve estar entre as marcações de mínimo e máximo na vareta. Se ele baixar muito, pode ser sinal de algum problema e o recomendado é procurar um mecânico para avaliar o veículo. Nunca aceite a orientação do frentista de completar o óleo. Isso porque nunca se deve misturar óleo novo com usado, nem óleos com especificações ou marcas diferentes. A opção de completar o óleo só deve ser feita em uma emergência, usando a mesma marca e especificação. Mesmo assim, é preciso fazer a substituição de todo o óleo o quanto antes e verificar o que ocasionou o problema.

Líquido de arrefecimento

A famosa “água do radiador”, na verdade, não é simplesmente água da torneira. Trata-se de um líquido com aditivos específicos que servem para resfriar o motor e manter sua temperatura ideal de funcionamento. Para verificar, a primeira dica é jamais abrir o reservatório com o motor ainda quente, ou seja, logo depois de desligá-lo. Os riscos são de queimaduras graves, uma vez que o líquido de arrefecimento trabalha sob pressão e estará a temperaturas altíssimas, e poderá jorrar para fora devido à pressão.

Quando for verificar o nível do líquido de arrefecimento, assegure-se também de que o veículo está em um local plano. Se houver vazamento, em uma emergência, você poderá colocar água mineral ou de torneira para seguir rodando até encontrar um local seguro para estacionar. E só. Não rode muito tempo com o carro dessa forma e, o quanto antes, verifique todo o sistema para estancar o vazamento e faça a substituição do líquido.

Líquido do limpador do para-brisa

- Publicidade -

Se o nível estiver baixo, você pode completar o reservatório com água, mas a eficiência será bem menor. Há produtos específicos que oferecem uma melhor limpeza do para-brisa. De qualquer forma, antes de o frentista completar o nível, certifique-se de que não há detritos na água, o que pode ocasionar o entupimento do sistema. Além disso, não utilize detergente de cozinha, pois este produto provoca ressecamento das palhetas.

Calibragem dos pneus

Muitas pessoas não gostam de calibrar sozinhas os pneus para não se sujarem indo para o trabalho ou a faculdade, por exemplo. Se você aceitar a ajuda do frentista nessa tarefa, assegure-se de que ele usará a pressão adequada – há sempre indicação da pressão em uma etiqueta fixada no veículo, que pode estar na porta, na tampa do porta-malas, ou na tampa do tanque de combustível, por exemplo, além de constar no manual do proprietário. Não aceite pressões diferentes da recomendada. Além disso, calibre os pneus logo que sair de casa, antes de rodar muito – algo em torno de 5 km -, e não se esqueça do estepe. A pressão ideal varia também em função do peso, então se for viajar confira o valor da pressão recomendada quando o carro estiver cheio.

Nível do fluido de freio

Embora seja menos frequente o frentista pedir para verificar o nível do fluido de freio, é importante saber que esse sistema também é selado e não deveria sofrer diminuição no nível, a não ser que haja um problema mecânico. Conferindo em um piso plano, se o nível estiver baixo, além de vazamento, pode ser sinal de desgaste excessivo em pastilhas, sapatas ou discos. Ou seja, é sinal de que você deve procurar um mecânico o quanto antes para avaliar a situação. Também verifique o prazo correto da substituição do fluido, pois com o tempo de uso ele recebe umidade, o que prejudica sua eficiência.

Os perigos do combustível adulterado

- Publicidade -
Share This