Renault Captur e Nissan Kicks compartilharão a plataforma

As próximas gerações nacionais dos SUVs Renault Captur e Nissan Kicks compartilharão a mesma plataforma. A informação foi revelada nesta terça-feira (4) pelo presidente da Renault para a América Latina, Luiz Fernando Pedrucci, em evento de celebração aos 20 anos de fabricação dos carros da marca no Brasil.

“A simples troca de logotipos – conhecida como crossbadging/rebadging – não vai acontecer. Serão carros diferentes”, adianta o executivo-chefe. Ou seja: design externo e interior serão desenvolvidos separadamente, enquanto plataforma e conjuntos mecânicos serão compartilhados. A informação também confirma que a parceria entre Renault e Nissan será mantida, apesar dos recentes rumores de separação após as acusações de fraude fiscal contra o chefão da aliança global, o brasileiro Carlos Ghosn.

O atual Captur produzido em São José dos Pinhais (PR) é diferente do modelo francês, feito na base do Clio europeu. Por aqui, o SUV da Renault adotou uma plataforma mais simples (conhecida como B0, a mesma do Duster), para crescer em dimensões e diminuir o custo do projeto.

Já o Nissan Kicks fabricado em Resende (RJ) é feito em uma versão atualizada da plataforma V, a mesma dos compactos March e Versa. Curiosamente, o SUV da Nissan chegou à Índia em outubro deste ano em uma inédita carroceria feita na plataforma do atual Captur brasileiro, o que pode indicar o futuro de ambos os SUVs.

As próximas gerações de Renault Captur e Nissan Kicks nacionais não deverão surgir antes de 2021, já que os modelos estrearam no Brasil, respectivamente, em 2017 e 2016. Antes do SUV compacto atualizado, a Renault irá trazer ao País a picape Alaskan e um SUV médio.

*Com informações de Fernando Lalli, de São José dos Pinhais (PR).

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This