Entre levar para a garagem um veículo já disponível no mercado ou esperar a chegada de um novo modelo, o que fazer? Descubra a resposta em nosso guia!

Textos: Fernando Lalli e Gustavo de Sá

Se trocar de carro ou comprar o primeiro zero-quilômetro está na sua lista de prioridades para este ano, não feche negócio antes de consultar nosso guia especial. O objetivo é mostrar se vale a pena fechar negócio com um modelo já disponível nas concessionárias ou aguardar a chegada de um veículo inédito ou atualizado que está para sair do forno. Neste sexto duelo (de sete ao todo), confira o embate entre o Mercedes-Benz CLA e o Mercedes-Benz Classe A Sedan. 

Veja também:

Compro Agora ou Depois: Chevrolet Cobalt x Novo Prisma

Compro Agora ou Depois: Citroën C4 Cactus x Peugeot 2008 reestilizado

Compro Agora ou Depois: Volkswagen Golf x Volkswagen Polo GTS 

Compro Agora ou Depois: Jeep Compass x Jeep Cherokee reestilizado 

Compro Agora ou Depois: Volkswagen Tiguan x Volkswagen Tarek

AGORA

Mercedes-Benz CLA

O “cupê de quatro portas” da Mercedes-Benz, na prática, é o sedã de entrada da marca alemã no Brasil. É oferecido atualmente em quatro versões, sendo as duas de maior número de vendas a de entrada, CLA 180 (1.6 a gasolina de 122 cv por R$ 142.900), e a inter­mediária 200 (1.6 flex de 156 cv por R$ 188.900). Ambas contam com câmbio de dupla embreagem e sete marchas.

Entre seus grandes atrativos, estão os sete air­bags, central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay, economia de combustível e autonomia (principalmente o CLA180, que chega a 16,8 km/l de gasolina em rodovia) além de um desenho exter­no que continua belo e atual, mesmo já passados alguns anos de mercado. Sem falar na dirigibilidade impecável que é inerente aos veículos da marca.

Porém, o Mercedes-Benz CLA vai mudar mui­to em breve. Seu sucessor foi apresentado em Las Vegas na CES (Consumer Electronics Show) em janeiro e é quase um “mini-CLS”: será mais compri­do, mais potente e, entre outras tecnologias, vai in­corporar o painel MBUX com duas telas integradas, como no novo Classe A 250 Hatch, apresentado em fevereiro último no Brasil e já à venda. Se você mira nas versões de topo, aguarde.

DEPOIS

Mercedes-Benz Classe A Sedan

Chega ainda no primeiro semestre para ocu­par o cargo de sedã de entrada da marca, que ficaria vago com a troca de gerações do CLA. No Salão do Automóvel de São Paulo, o Classe A em variante três-volumes estava no estande da Mercedes-Benz na versão A 200 Style, com o novo motor 1.3 quatro-cilindros turbo, projeta­do em parceria com a Renault, capaz de desenvolver 160 cv de potência e 25,5 kgfm de torque.

O novo Classe A Sedan é mais curto que o CLA atual (4,57 m contra 4,64 m), porém tem entre-eixos maior (2,72 m contra 2,70 m), o que significa mais es­paço interno. Mas o hatch A 250 Vision, apresenta­do em janeiro, deixa antever um salto na tecnologia embarcada. O painel de instrumentos em duas telas de 10,2 pol., conjugado com o sistema de entrete­nimento MBUX, é de série no dois-volumes e tam­bém estará na variante sedã. Podem surgir também os recursos de head-up display e o controle de voz inteligente.

Sim, vale muito a pena esperar pelo Classe A Se­dan. Mas dificilmente ele terá de cara uma versão no mesmo patamar de preço do atual CLA180, que hoje é responsável por 80% das vendas deste modelo. Escolha fechar negócio agora no CLA somente se preço for uma variável imprescindível para você.

Pin It on Pinterest

Share This