- Publicidade -

Chevrolet Nova Montana 2023 teaser

Picape Montana chega em 2023 totalmente renovada e com maior nível de conectividade

A Chevrolet divulgou que a nova Montana, prevista para chegar às lojas em 2023, terá atualização remota de software incluindo funções de arquitetura eletrônica da picape e de aplicativos nativos da nova central multimídia.

Inicialmente, seu lançamento era aguardado para o segundo semestre de 2022, mas ficará para o próximo ano, quando também começará a produção em solo nacional. A picape será totalmente diferente da Montana anterior, descontinuada por aqui há mais de um ano, adotando plataforma de Onix e Tracker e dimensões maiores que sua antecessora, além de ganhar cabine dupla. Ou seja, irá brigar no segmento da Fiat Toro.

- Publicidade -

“A Nova Montana chega ao mercado em 2023 e irá estrear um conceito inédito de picape para a marca e vai surpreender também pelo design inteligente, já que a cabine aproveita melhor o espaço interno enquanto a caçamba vai trazer tecnologias que proporcionam maior versatilidade”, disse o comunicado divulgado à imprensa.

A nova Montana será o próximo integrante da família de veículos globais da Chevrolet, que já conta com Onix, Onix Plus e Tracker. Por isso, a mecânica também deverá ser compartilhada com o SUV, que traz opção de motor 1.2 turbo flex de 133/132 cv (E/G) e câmbio automático de seis marchas – o 1.0 turbo, de 116 cv, não deverá ser usado por conta do maior peso e capacidade de carga da picape.

Para produzir a nova Montana, a fábrica de São Caetano do Sul (SP) recebeu investimentos envolvendo modernização e adequação da linha de montagem. O projeto integra do plano de investimentos de R$ 10 bilhões até 2025 anunciado pela GM para aplicação no Estado de São Paulo.

- Publicidade -

Testes estão na fase final

A Chevrolet divulgou ainda que já está na fase final do desenvolvimento da picape, com diversos testes sendo realizados no CPCA, como é conhecido o Campo de Provas da Cruz Alta da GM. “Ultrapassamos os 6 milhões de quilômetros rodados por ano entre os mais de mil testes que são realizados no Campo de Provas da GM. Com isso, em seis meses é possível simular o desgaste que um automóvel sofreria se rodasse por 15 anos em condições normais de trânsito – ou o equivalente a 240 mil quilômetros”, afirma Leandro Couto, diretor do CPCA.

Couto destaca ainda que os testes são realizados especificamente para cada aspecto da picape. Para a câmera térmica, por exemplo, o veículo passa por temperaturas que variam de -30 ºC a +80 ºC, garantindo que os equipamentos funcionem em qualquer situação. Além disso, o carro é submetido a condições extremas como enchentes e derrapagem, por conta de pista escorregadia.

Confira o vídeo da websérie que trata dos testes com a nova Montana:

Fotos: Divulgação/GM

Share This