- Publicidade -

Novo Volkswagen Jetta 2022 facelift Estados Unidos

Mesmo com 11 cv extras em relação ao antigo 1.4 TSI, Jetta reestilizado melhorou eficiência ao adotar novo 1.5 TSI

Nem sempre a redução de cilindrada ou de potência resulta imediatamente em maior eficiência. Prova disso é a linha 2022 do Volkswagen Jetta nos Estados Unidos, que diminuiu o consumo mesmo ao adotar motor mais potente e de maior cilindrada.

Apesar de ter sido apresentada em agosto, a reestilização do Jetta só agora teve os dados oficiais de consumo divulgados pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA). Vale lembrar que o sedã trocou o antigo motor 1.4 TSI de 149 cv pelo novo motor 1.5 TSI de 160 cv, mantendo o mesmo câmbio automático de 8 marchas como padrão (além de um manual de seis marchas).

- Publicidade -

Mesmo com 11 cv extras, o Jetta 1.5 automático ficou mais econômico pelos dados da EPA. O sedã renovado conseguiu as médias de 13,3 km/l na cidade, 17,5 km/l na estrada e 14,9 km/l no ciclo misto. O modelo antigo, com motor 1.4 e a mesma caixa automática, havia registrado as médias de 12,3 km/l, 16,6 km/l e 14 km/l, na ordem.

Curiosamente, não somente com o novo motor 1.5 o Jetta 2022 ficou mais eficiente. A versão esportiva GLI, que manteve o mesmo ajuste de 231 cv para o motor 2.0 TSI, também ficou mais eficiente quando acoplado ao câmbio automatizado de dupla embreagem (DSG) de 7 marchas. Se na linha 2021 o três-volumes havia registrado 11,9 km/l em ciclo misto, o modelo 2022 alcançou 12,8 km/l no mesmo teste.

Foto: Divulgação

- Publicidade -
Share This