- Publicidade -

auto escola

Candidatos que farão o exame prático de direção a partir da próxima quinta-feira (20) deverão apresentar comprovante de vacinação

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo divulgou um comunicado informando que, a partir de 20 de janeiro de 2022, será exigido o comprovante de vacinação contra Covid-19 para todos os candidatos do exame prático de direção veicular. O comprovante poderá ser apresentado em formato físico ou digital, no momento da assinatura da ata de presença.

O Detran.SP não informou se o candidato que não apresentar o comprovante deverá pagar uma nova taxa para reagendar o teste ou se será permitido reagendar sem custo. A obrigatoriedade do comprovante também se aplica aos examinadores.

- Publicidade -

Vale lembrar que a taxa da Detran.SP para a realização do exame prático é de R$ 43,96. Quando o aluno é reprovado, ele deve pagar uma nova taxa para então poder remarcar a prova. A prova prática é agendada somente após a aprovação na prova teórica e após a conclusão das aulas práticas.

Diversas etapas do processo para obter a primeira CNH em São Paulo podem ser feitas no formato online e o passo a passo está disponível no site do órgão de trânsito. Também é possível dar entrada presencialmente, mediante agendamento prévio.

É importante reforçar também que, conforme a Deliberação do Contran nº 248/21, desde 1º de janeiro de 2022, foi reestabelecido o prazo de 12 meses em que o processo à habilitação permanecerá ativo. Ou seja, os processos ativos até 31/12/2021 deverão ser concluídos até 31/12/2022.

- Publicidade -

Segue abaixo comunicado oficial divulgado pelo Detran em fevereiro:

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) informa que desde o dia 10 de fevereiro de 2022, os exames práticos de direção veicular são realizados no Estado de São Paulo com a apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 (no formato físico ou digital) ou de testes de PCR ou de antígeno negativo para Covid-19 dos examinadores de trânsito e dos candidatos, desde que tenham sido feitos nas últimas 72 horas anteriores à realização da prova.

Foto: Lia de Paula/Agência Senado

Atualizado em 14/02/2022 às 18h48

Share This