Tenho um Cruze 2018 que não pode ficar por mais de uma semana sem funcionar porque a bateria se esgota. Levei o carro na concessionária para resolver o mistério, mas recebi um e-mail com uma instrução técnica da marca de número CAT 00041, dizendo que é exatamente isso: o carro não pode ficar mais do que uma semana desligado e que motor deve ser deixado de 30 a 45 minutos funcionando. Um comunicado oficial da marca admitindo um “superdefeito”! Então, quem tem um Cruze não pode mais sair de férias? Me parece inacreditável.

Achei que valia compartilhar pois já estou conversando com um advogado e tentando também resolver o problema de forma particular, mesmo o carro estando em garantia. Olhando no Google achei várias pessoas reclamando do mesmo ponto.

Borba – São Paulo, Capital

- Publicidade -

Diante do que a fabricante lhe respondeu, que é o absurdo de ter de ligar o motor pelo menos uma vez por semana e deixá-lo ligado por 30 a 45 minutos para que a bateria mantenha carga e permaneça operacional, e essa instrução não constar do manual do proprietário (tem certeza de que não consta?), não há o que fazer senão desfazer a aquisição junto à concessionária que lhe vendeu o Cruze por motivo de vício do produto.


No Correio Técnico da Revista CARRO, você pode esclarecer suas dúvidas sobre o funcionamento do veículo, legislação, equipamentos e por aí vai, respondidas por nosso consultor técnico, Bob Sharp. Envie suas dúvidas para bob@revistacarro.com.br informando nome completo e cidade/estado de residência.

- Publicidade -
Share This