Chevrolet Cruze sedã LTZ 2021

Hatch e sedã ganham versão intermediária LTZ e mudanças pontuais na dianteira

 

A Chevrolet anunciou a linha 2021 de Cruze hatch (Sport6) e sedã, que estreiam nas concessionárias em fevereiro. Entre as mudanças, estão a chegada de uma nova versão intermediária (LTZ) e o “intercâmbio” de para-choques dianteiros entre as duas carrocerias. Os preços do Chevrolet Cruze 2021 não foram divulgados pela marca.

No sedã, a nova versão LTZ recebe o mesmo para-choque utilizado até então pelo hatch, com nichos laterais maiores e faróis de neblina com formato diferente. No Cruze Sport6, a inversão de para-choque é válida para a versão de topo Premier, que traz a peça original desde a reestilização do sedã, com faróis de neblina redondos e nichos menores.

A versão LTZ de ambos os modelos trazem rodas de 17” na cor cinza (mesmo modelo do acabamento LT), lanternas em LED, bancos e painel em couro preto, central multimídia MyLink com tela de 8” e Wi-fi nativo, câmera de ré, luz de condução diurna em LED, chave presencial, partida do motor por botão, sensores de estacionamento na dianteira e traseira, retrovisores rebatíveis eletricamente, computador de bordo colorido e teto solar (somente no hatch).

- Publicidade -

Na linha 2020, o Cruze Sport6 era tabelado a R$ 114.800 na versão LT, R$ 127.690 na Premier e R$ 138.700 na Premier com opcionais. Já o sedã, na ordem, custava R$ 114.800 (LT), R$ 126.590 (Premier I) e R$ 137.600 (Premier II). Cruze e Cruze Sport6 2021 serão vendidos nas cores cinza Satin Steel, branco Abalone, vermelho Edible Berries, preto Ouro Negro, branco Summit, azul Eclipse e prata Switchblade.

Na mecânica, nada muda: todas as versões do Chevrolet Cruze 2021 mantêm o motor 1.4 turbo flex de 153/150 cv (E/G) a 5.200 rpm e 24,56/24 kgfm de torque a 2.000 rpm, sempre acoplado ao câmbio automático de seis marchas. Fora de linha nos Estados Unidos, o Cruze vendido no Brasil é produzido exclusivamente na Argentina.

Fotos: Divulgação

- Publicidade -
Share This