- Publicidade -

Novo Alpine A110 S 2022

Com mudanças no motor 1.8 turbo e novo pacote aerodinâmico, cupê pode chegar a 275 km/h

A Alpine, divisão de veículos esportivos da Renault, apresentou uma atualização para o cupê A110. Mantendo o visual da geração apresentada em 2017, o modelo traz mudanças no motor 1.8 turbo para alcançar 300 cv de potência. Esta deverá ser a última alteração do modelo antes da nova geração, prevista para estrear em 2025 somente em versões 100% elétricas.

As mudanças no motor 1.8 do Alpine A110 são válidas para as versões S (topo de linha) e a nova GT (intermediária), que agora alcançam 300 cv a 6.300 rpm e 34,7 kgfm entre 2.400 e 6.000 rpm. São exatos 8 cv extras e 2,1 kgfm a mais que o modelo anterior. O câmbio continua o mesmo, automatizado de dupla embreagem e 7 marchas, com caixa banhada a óleo e tração traseira. Com isso, o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h caiu de 4,4 segundos para 4,2 segundos na linha 2022. A velocidade máxima é de 260 km/h, podendo chegar a 275 km/h com o pacote aerodinâmico opcional.

- Publicidade -

Além de pneus semi-slick (Michelin PS Cup 2 Connect), o kit aerodinâmico opcional acrescenta defletor dianteiro e aerofólio em compósito de fibra de carbono, além de difusores aerodinâmicos no assoalho. O pacote pode gerar força vertical descendente (downforce) de até 141 kg, segundo a Alpine. Para conter a velocidade do modelo, os freios são fornecidos pela Brembo e utilizam discos de 320 mm de diâmetro nos dois eixos.

Na versão de entrada, chamada simplesmente de A110, o cupê mantém a configuração de antes, com ajuste de 252 cv e 32,6 kgfm para o motor 1.8 turbo. Neste caso, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 4,5 segundos, com máxima de 250 km/h. Além das atualizações mecânicas, a linha Alpine A110 ganhou novos equipamentos, como câmera de ré, escapamento esportivo, pacote interior em microfibra e pedais em alumínio. 

Na França, o novo modelo tem preços entre 59.500 euros (A110) e 71.500 euros (A110 S). Até 2025, a Alpine terá uma gama completamente nova e formada por três esportivos 100% elétricos: um hatch compacto feito na plataforma CMF-B EV, um crossover médio derivado da plataforma CMF-EV e um cupê sucessor do atual A110, feito em parceria com a Lotus.

- Publicidade -

Fotos: Divulgação

Share This