Linha 2020 da picape Ford Ranger passa por tímidas alterações no visual, mas recebe nova suspensão e equipamentos de condução semiautônoma

 Até a chegada da picape com cabine dupla, o veículo era visto apenas como um modelo para transportar pequenas cargas nas áreas rurais e nos grandes centros, ou seja, direcionado para o trabalho.

Disse o tio Ben do Peter Parker (identidade secreta do Homem Aranha), “grandes poderes trazem grandes responsabilidades”. Sendo as­sim, a partir do momento que a picape passou a carregar também passageiros no banco de trás, deixou de ser apenas um veículo comercial, o que aumentou a responsabilidade da fabricante em desenvolver um produto robusto, com boa capacidade de transportar carga, e ao mesmo tempo bonito, confortável e seguro nos vários tipos de terrenos em que trafega.

Atender a estas necessidades é o objetivo da Ford com a linha Ranger 2020. Fabricada na Argentina, teve a suspensão refeita. Trocaram amortecedores, molas, barra estabilizadora dian­teira e coxins. Além disso, a calibração destes sistemas foi feita de acordo com cada versão.

A Ford promoveu o lançamento da linha Ran­ger 2020 em Mendonza, região das vinícolas ar­gentinas, onde a Revista CARRO teve o primei­ro contato com a versão topo de linha Limited.

As rodovias da região são bem pavimentadas, nelas foi possível sentir que a picape está muito bem resolvida no que diz respeito a desempe­nho. O motor Diesel 3.2l acoplado ao câmbio au­tomático de seis marchas entrega 200 cv a 3.000 rpm e torque de 47,9 kgfm disponível entre 1.750 e 2.500 rpm. Este conjunto proporciona excelen­tes acelerações e retomadas. O trabalho feito na suspensão eliminou aquela sensação de veículo pulando, mesmo em asfalto bom.

Para o fora de estrada tem tração 4×4 aciona­da por seletor e ainda o 4×4 Low, com reduzida. Integra o pacote o auxílio em rampas e declives. Neste, permite deixar a picape descer sem utilizar o freio. Em uma pista montada com vários obs­táculos estes suportes de auxílio a direção deram conta do exigido. Ela ainda vem com o controle de oscilação de reboque e sistema anticapotagem.

A fabricante manteve os valores cobrados em 2019 nas versões da linha 2020; a Ranger Limited tem preço sugerido de R$ 188.990.

Ela ganhou uma nova grade frontal, novo pa­ra-choque, faróis principais (xênon com luz de rodagem diurna em LED e farol alto automático) e de neblina foram redesenhados, as rodas de 18 polegadas têm nova pintura. Também apri­moraram o acabamento e materiais na cabine. A chave foi trocada por sensor e botão de partida, o ar-condicionado é digital de duas zonas e o controlador de velocidade é adaptativo.

Tem o multimidia com tela tátil Sync 3 e navegação. Permanece o sistema de leitura de faixa, foi incluído o de leitura das placas de trânsito e o assistente de frenagem autônomo, o qual em velocidade de 6 km/h até 80 km/h faz a picape parar caso algum obstáculo venha a surgir na frente.

As mudanças visuais foram poucas, porém a Ford Ranger ganhou muito em tecnologia.

de Mendonza, Argentina*

 

Pin It on Pinterest

Share This