Honda SUV e:prototype

Honda SUV e:prototype, revelado no Salão de Xangai 2021

Objetivo da Honda é atingir 100% de suas vendas em todo o mundo apenas com carros elétricos ou movidos a célula de combustível, sem motores a combustão

Com o objetivo de atingir a neutralidade de carbono, a Honda anunciou planos globais que envolvem aumentar a oferta de modelos eletrificados, incluindo carros totalmente elétricos e movidos a células de combustível. As metas são: chegar a 40% de suas vendas com esse modelos em 2030, 80% em 2035 e 100% em 2040.

Os planos foram revelados pelo presidente da Honda, Toshihiro Mibe, em coletiva realizada no Japão. Nesse momento, porém, ele detalhou apenas os próximos passos para os mercados da China, Japão e América do Norte. O executivo reconheceu que a dificuldade será maior nos países em desenvolvimento.

Para atingir essas metas, a Honda adotará a plataforma e:Architecture em seus novos carros elétricos, começando as vendas pelo mercado norte-americano e depois expandindo para outros países. Haverá também dois SUVs de grande porte que utilizarão as baterias Ultium, da GM, com previsão de lançamento na América do Norte como modelo 2024. Um terá a bandeira Honda e o outro, a Accura.

- Publicidade -

Até 2050, a fabricante espera zerar a emissão de carbono não só nos produtos, mas também em suas atividades corporativas com o uso de energias renováveis. Por isso, outro projeto em desenvolvimento é criar formas de reuso e reciclagem das baterias, de modo que seus produtos sejam feitos inteiramente de materiais sustentáveis.

A Honda anunciou ainda um pilar de segurança que pautará suas iniciativas futuras: ter zero colisões fatais envolvendo seus automóveis e motocicletas globalmente até 2050. Isso incluirá a ampliação da oferta dos sistemas ADAS (Advanced Driver Assistance System) que compõem o Honda Sensing nos novos modelos a serem introduzidos no mercado até 2030.

Foto: Divulgação

Share This