Em comunicado divulgado nesta manhã (30), a Ford anuncia a aprovação do acordo coletivo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, para os funcionários afetados pelo fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo/SP. O acordo inclui Plano de Demissão Incentivada (PDI), apoio psicológico e programa de requalificação profissional com cursos realizados em parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

A Ford informa que as conversas sobre a venda da fábrica de São Bernardo do Campo continuam e a possível antecipação do encerramento das atividades de manufatura depende dessa negociação com um potencial comprador.

“Em um momento desafiador como este, a Ford e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC construíram, em conjunto, um resultado benéfico aos funcionários no aspecto econômico e social”, disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul. “Considero esse processo negocial como exemplar e manteremos de forma contínua o diálogo aberto com todos os envolvidos”. e reafirma seu compromisso em realizar todos os esforços possíveis para obter um resultado positivo.

A compensação financeira oferecida pela Ford será definida com base na combinação de condições empregatícias (mensalistas e horistas), tempo de trabalho e eventual contratação do funcionário por um potencial comprador da unidade de São Bernardo do Campo.

“Foram mais de 40 dias de luta. Durante todo esse tempo, dialogamos intensamente com a empresa, a sociedade e a matriz da Ford nos Estados Unidos”, disse Wagner Santana, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

“Nosso esforço foi incansável. Atingimos nosso objetivo com um acordo importante para os trabalhadores e uma proteção adicional, uma vez que essa negociação independe da venda da fábrica”, adicionou José Quixabeira de Anchieta (Paraíba), coordenador geral do SUR/CSE.

Pin It on Pinterest

Share This