Renault Sandero GT Line 1.0 tem visual esportivo e as rodas de 16 polegadas saem de graça, mas não são o melhor negócio…

Um pouco de autoestima não faz mal a ninguém. Com ajuda de sua divisão Renault Sport, a fabricante vestiu o Sandero 1.0 3-cilindros com roupagem esportiva sem qualquer pretensão de acrescentar de­sempenho, mas sim deixar o hatch com um vi­sual mais bacana. Ainda que o efeito aerodinâmi­co seja zero, a fabricante acertou precisamente sem cobrar muito mais por isso.

Pelo preço de R$ 49.550, o Sandero GT Line 1.0 traz, além do pacote visual, a central multimí­dia com suporte a Android Auto e Apple CarPlay, retrovisores com luzes repetidoras de seta, farol de neblina e sensor de estacionamento. Com o acrés­cimo de mais R$ 300, vem com câmera de ré.

Há semelhanças diretas com o Sandero R.S. nos para-choques, difusor traseiro, aerofólio e saias laterais. Por dentro, há algumas diferenças em relação ao GT Line anterior com motor 1.6: o ar-condicionado não é de ajuste automático e, no 1.0, os bancos são os mesmos da versão Expres­sion, revestidos em tecido comum. O restante se­gue: saídas de ventilação de ar com bordas azuis, volante e alavanca de câmbio revestidos em couro com costura azul e maçanetas internas cromadas.

Diâmetro maior, velocidade menor

O Sandero GT Line 1.0 vem de série com pneus 185/55 e rodas de liga leve aro 15 polegadas. Curiosamente, as rodas Interlagos de aro 16 po­legadas com pneus 195/55 são opcionais, mas vêm de graça. Isso faz o diâmetro externo do conjunto mudar de 568 mm para 602 mm, acima da tolerância de 3% que comumente se adota.

Considerando que o conjunto roda/pneu tem o mesmo peso daquele que está substituindo, ado­tar um diâmetro externo fora da tolerância, sem modificações mecânicas que o compensem, cau­sa implicações dinâmicas no veículo. Como, por exemplo, tornar sua aceleração mais lenta.

Em nosso teste de pista, na prova de ze­ro a 100 km/h, o Sandero GT Line com pneus 195/55R16 foi 0s78 mais lento do que o Sandero Expression 1.0 com pneus 185/55R15 e os mes­mos 82 cv de potência: 14s77 versus 13s99.

Outra distorção esperada é a da velocidade real em relação ao velocímetro: marcando 120 km/h, o Sandero Expression está a 116 km/h en­quanto o GT Line, com rodas aro 16, está na ver­dade a 118 km/h. No consumo, o GT Line aro 16 foi ligeiramente pior em regime urbano: fez 9 km/l na cidade e 11,4 km/l em rodovia. O Expression aro 15 chegou a 9,5 km/l em percurso urbano e 11,2 km/l no rodoviário.

Ao volante, diferenças no comportamento de rodagem só foram perceptíveis na direção, que fi­cou ligeiramente mais leve. Mas o sistema ainda é eletro-hidráulico, menos preciso e confortável que o da maioria de seus concorrentes que já adota­ram a eletroassistência total.

A beleza das rodas Interlagos de 16 polega­das é inegável, mas, neste caso, opte pelo aro 15 e os pneus 185/55. Já que se trata de um espor­tivo, performance é fundamental.

Pin It on Pinterest

Share This