O Arquipélago proibirá entrada de carros a combustão em agosto de 2022; moradores tem até 2029

A Renault entregou os primeiros carros 100% elétricos para a administração do arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco. Ao todo são seis veículos: três Zoe, dois Twizy e um Kangoo Z.E. O arquipélago já anunciou que a partir do dia 10 de agosto de 2022, a entrada de veículos a combustão, não serão mais permitidos por lá, como parte do programa ‘Noronha Carbono Zero’.

No projeto assinado pelo Governador de Pernambuco, Paulo Câmara, a regra para os moradores do local a regra será diferente. Eles terão até 2029 para fazer a transição para carros elétricos, sendo assim, a partir de 2030, toda a frota de Fernando de Noronha terá que ser totalmente elétrica. A Renault já abriu a venda de deus modelos 100% elétricos para os moradores do Arquipélago.

“Essa é mais uma solução de mobilidade sustentável da Renault do Brasil. Para nós, é uma honra estarmos presentes em Fernando de Noronha, que é um símbolo de preservação ambiental no Brasil e no mundo”, afirma Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

O administrador do Arquipélago, Guilherme Rocha, afirma que o objetivo do projeto é zerar a emissão do carbono na ilha até 2030, conforme as premissas do Noronha + 20, que são regidas pela sustentabilidade em diversas áreas da gestão pública. “Noronha Carbono Zero, através dos carros elétricos, é apenas o início de novas opções sustentáveis para a mobilidade e a matriz energética da ilha”, afirma.

Pin It on Pinterest

Share This