Foto que circula nas redes sociais mostra Toyota Prius com GNV. Pode isso?

Você já deve ter recebido de amigos, dos grupos de WhatsApp ou conferiu nas redes sociais uma imagem de um Toyota Prius com kit GNV. Nós ficamos curiosos e decidimos consultar a fabricante do híbrido sobre a viabilidade técnica de instalação do equipamento no modelo.

Para início de conversa, sim, é possível instalar o kit GNV em um veículo híbrido. Mas de acordo com a Toyota, em motores a combustão que utilizam somente gasolina, como o 1.8 16V do Prius, as válvulas e seus assentos não possuem tratamento para endurecimento. Sendo assim, quando se utiliza combustíveis sem propriedades lubrificantes (seja GNV ou mesmo etanol) pode ocorrer desgaste precoce do cabeçote e a durabilidade do motor pode ser totalmente comprometida, principalmente no uso rodoviário, no qual maiores rotações são atingidas.

Ainda segundo a engenharia da fabricante, o uso do GNV em um veículo não projetado desde o início para recebê-lo impacta diretamente em seu nível de emissões de poluentes. (Isso não aconteceria, por exemplo, em carros já preparados de fábrica para rodar com gás natural veicular, como é o caso do Audi A5 Sportback g-tron comercializado na Europa ou do descontinuado Fiat Siena Tetrafuel).

Para instalar o GNV no Prius seria necessário reprogramar o software da injeção do carro. Porém, mesmo assim, a Toyota não descarta problemas de dirigibilidade e de falhas no motor, principalmente em dias mais frios.

Caso você insista, é importante saber que esse procedimento implica na perda da garantia e a instalação, caso mal feita, pode comprometer a estrutura do veículo. Em caso de impacto, existe o risco de o cilindro se movimentar e atingir o assento dos ocupantes traseiros. Fica por sua conta e risco…

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This