- Publicidade -

Renault Kwid Argentina

Hatch despede-se após 4 anos de mercado e pouco mais de 45 mil unidades vendidas

O Renault Kwid saiu de linha na Argentina após 4 anos de mercado. Lançado por lá em novembro de 2017, o hatch subcompacto teve 45.556 unidades vendidas no período. O fim da oferta do modelo, que é fabricado no Brasil, está relacionado às restrições impostas a veículos importados pelo governo argentino.

 A informação é do portal Argentina Autoblog, que consultou a Renault local sobre o assunto. “Devido aos problemas de disponibilidade gerados pelas restrições às importações e para promover os veículos de fabricação nacional, fomos obrigados a tomar a decisão de suspender temporariamente a comercialização do modelo Kwid no nosso país. Sabemos que o Kwid é um veículo de grande aceitação pelo público argentino e esperamos em algum momento poder trazê-lo de volta ao nosso mercado, quando as condições contextuais o permitirem”, afirma a fabricante, em nota.

- Publicidade -

O Kwid também era um dos últimos modelos disponíveis na Argentina sem a oferta de controle de estabilidade, que será obrigatório por lá a partir de 2022. O hatch era vendido nas versões Zen, Intense, Iconic (indisponível no Brasil) e Outsider, com preços entre 1.886.300 e 2.089.600 de pesos argentinos (o equivalente à faixa entre R$ 105,4 mil e R$ 116,8 mil na conversão direta).

No Brasil, o Kwid continua à venda na linha 2022 nas versões Life, Zen, Intense e Outsider, com preços entre R$ 48.790 e R$ 60.990. O modelo deverá receber a primeira reestilização no primeiro trimestre de 2022, quando deverá adotar o mesmo estilo do modelo indiano.

Foto:Divulgação

- Publicidade -
Share This