Leitor: Rodrigo Ribeiro Foltran

Idade • 33 anos
Cidade • Osasco, SP
Profissão • Técnico em eletrônica

O problema: segundo o leitor, qualquer chave mestra ou mixa consegue abrir o Ford New Fiesta, desativando o alarme. Isso facilita a ação dos bandidos. 

O alarme não funciona e expõem os proprietários do New Fiesta

Mais um proprietário de New Fiesta reclama sobre os defeitos do modelo. Em 2014, foram publicados dois casos envolvendo leitores que tinham problemas com o New Fiesta e, agora, começamos 2015 abordando a queixa de Rodrigo Foltran.

Diferentemente dos relatos anteriores, o vilão da vez não é o câmbio, mas o alarme, que simplemente não funciona. “Embora o carro seja vendido com proteção volumétrica, segundo o site da Ford, verifiquei que o alarme não dispara como deveria”, testemunha o leitor.
Ele conta que qualquer chave mestra ou mixa pode destravar o veículo: “Apesar de o manual do proprietário dizer claramente o contrário, fiz o teste e percebi que é possível arrombar o miolo de chave da porta sem que o alarme toque”, afirma.

O técnico em eletrônica participa de uma comunidade chamada “New Fiesta Clube”, na qual outros consumidores reclamaram do mesmo problema. Lá, é possível encontrar um vídeo mostrando um New Fiesta sendo roubado, com o alarme no mais absoluto silêncio, facilitando a ação do gatuno. “É simplesmente  inadmissível que qualquer chave, ao ser girada no miolo de fechadura da porta, simplesmente desative o sistema”, alega o dono do hatch.

Foltran acredita que esse problema seja recorrente nos modelos produzidos em 2013. Ele consultou amigos que têm o carro já fabricado em 2014 e ninguém enfrenta a mesma situação. “Sou levado a crer que a Ford não tem um padrão de instalação de seus dispositivos eletrônicos”, atesta.

O cliente recorreu à concessionária Starfor, em Fortaleza (CE), onde adquiriu o New Fiesta. “O funcionário responsável pela entrega do veículo me disse que o automóvel não dispõe de nenhuma proteção caso seja aberto pela fechadura. Segundo ele, apenas o Ford Focus conta com temporizador para inserção da chave na ignição antes que o alarme dispare”, conta Rodrigo Foltran, sem esconder a inconformismo.

O dispositivo é desativado quando se usa uma chave mestra ou mixa. A montadora prometeu uma solução para  janeiro

Solução
O leitor Rodrigo Ribeiro Foltran entrou em contato com a CARRO em outubro passado e, no mesmo mês, repassamos o caso para a Ford, que nos prometeu uma resposta. 

Mesmo depois de ter ido até a concessionária onde comprou o veículo, Foltran saiu sem uma resposta convincente.
Além dessa tentativa frustrada, o leitor já havia falado com a Ford. Na ocasião, a única resposta recebida foi a de que os problemas relatados eram características do automóvel.

Em 10 de novembro, a assessoria de imprensa da montadora nos enviou a seguinte mensagem: “Em atenção à correspondência enviada pelo sr. Rodrigo Ribeiro Foltran, informamos que entramos em contato com o cliente e a questão mencionada foi devidamente esclarecida. Salientamos que estamos no aguardo da disponibilidade do cliente para um agendamento junto ao Distribuidor Ford de sua preferência para que sejam realizadas as devidas análises no veículo”.

No mesmo dia, confirmamos com o cliente se a  Ford havia falado com ele. “Hoje, tive uma posição da fabricante, que me pediu para levar o carro para verificação”, afirma. Em dezembro, voltamos a conversar com o proprietário, que ainda não tinha uma solução: “Graças a Deus, não roubaram meu carro”, comemora. No entanto, Rodrigo espera que a novela acabe neste mês de janeiro, quando pretende, enfim, encaminhar o Fiesta para uma revisão, a fim de encontrar uma solução definitiva.

O leitor entrou em contato conosco dia 15 de janeiro afirmando que a montadora nada havia feito até então: “não tive contato da Ford, levei meu carro para revisão e ficou nisso mesmo, sem solução”, afirma Rodrigo. Continuaremos acompanhando o caso até a solução definitiva.

Conclusão:

É uma pena que um bom projeto como o do Ford New Fiesta apresente tantos problemas. Infelizmente, o leitor inicia 2015 com o mesmo problema que encerrou 2014 em relação ao seu automóvel. No ano passado, aliás, várias  reclamações que envolvem o modelo – desde panes no câmbio até mau funcionamento do alarme – chegaram à redação da CARRO. Os casos sempre encontram uma solução, mas a Ford, numa espécie de esforço concentrado, bem que poderia resolver de uma só vez todas as pendências que cercam o New Fiesta.

 

Pin It on Pinterest

Share This