A Land Rover apresentou nesta segunda-feira (9) a versão conversível do modelo mais bem sucedido da marca, o Range Rover Evoque. Ainda que o segmento dos utilitários tenha crescido exponencialmente nos últimos anos, este tipo de carroceria com teto removível permanece incomum. De qualquer maneira, os britânicos já definiram até o preço da novidade, que será lançada oficialmente durante o Salão de Los Angeles, nos EUA, que ocorre na semana que vem.

O “primeiro SUV compacto de luxo conversível” é baseado apenas na versão de três portas do Evoque. Para diminuir os efeitos da necessária adição de peso ao modelo, a fabricante optou por um teto de tecido, em vez de rígido. Ele pode ser recolhido numa velocidade de até 50 km/h e completa a função em 18 segundos (para erguê-lo, são precisos 21 segundos). 

Range Rover Evoque conversível

Devido às mudanças estruturais, como os reforços nas colunas A e em outros pontos do chassi do carro (sem contar os motores elétricos do teto), o Evoque conversível está cerca de 270 kg mais pesado que a versão convencional de três portas. O comprimento também foi ligeriamente alongado.

Nos Estados Unidos, o utilitário estiloso será oferecido apenas com o motor 2.0 turbo de 240 cv (o mesmo bloco da Ford que equipa outros modelos da Jaguar Land Rover, incluindo o recém-lançado Jaguar XE), acoplado à transmissão automática de nove velocidades. Na Europa, haverá também a opção a diesel 2.0 TD4, pertencente à família de motores exclusiva da Jaguar Land Rover, a Ingenium, capaz de gerar 180 cv de potência. 

Versão com teto removível é 270 kg mais pesada

Aproveitando o ensejo, a Land Rover também apresentará no Salão de Los Angeles, usando o Evoque conversível como cobaia, a sua nova plataforma multimídia InControl Touch Pro. Trata-se de uma tela sensível ao toque de 10,2”. 

Novidade será apresentada durante o Salão de Los Angeles

O Evoque conversível virá ao Brasil no ano que vem, mas a companhia não soube dizer exatamente quando. Nos Estados Unidos ele deve chegar no segundo trimestre de 2016, custando algo em torno de R$ 190 mil, em conversão livre. 

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This