Conforme CARRO ONLINE adiantou em matéria exclusiva, a Nissan adquiriu 34% das ações da Mitsubishi, tornando Carlos Ghosn, CEO da Aliança Renault-Nissan, o novo manda-chuva da marca dos diamantes. A formalização do negócio ocorreu na semana passada e agora a imprensa trabalha com as especulações sobre qual será o futuro desta nova tríade da indústria automotivo. 

O primeiro fruto comum do conglomerado deverá ser uma nova geração de picapes. A junção da expertise da Nissan e Mitsubishi no ramo provavelmente dará vida a uma nova plataforma compartilhada pelas duas marcas para a fabricação de utilitários. As informações foram publicadas pelo site Carscoops.

Futuras gerações de picapes da Mitsubishi terão plataforma da Nissan

Hiroto Saikawa, co-CEO da Nissan, explicou que “muitas empresas encaram o desafio do envelhecimento de modelos. Acontece com a Nissan, acontece com a Mitsubishi. Eu não posso falar muito sobre a Mitsubishi agora, mas eu posso dizer que vamos ver as duas se beneficiando [da nova plataforma]”.

A próximas gerações da Nissan Frontier (Navara, em alguns mercados) e Mitsubishi L200 Triton, então, vão possuir a mesma arquitetura. E isso também vai beneficiar a Renault e a Mercedes-Benz, já que as duas marcas entraram recentemente no segmento (a picape da Mercedes-Benz será revelada nesta terça-feira, 25) e compartilham a mesma plataforma da Frontier.

Além das picapes, a plataforma modular CMF da Nissan (que dá vida ao Qashqai, Pulsar e Renault Megane) também pode aparecer sob uma nova geração do Mitsubishi Lancer.

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This