Os bancos dos carros tendem a sujar com o tempo, principalmente os de tecido, que ficam mais escuros e com manchas. No mercado, existem diversos produtos que prometem limpar milagrosamente os estofados e devolver o aspecto de novo. Podem ser utilizados inclusive para tirar o encardido do painel, do teto e dos carpetes, mas será que funcionam tão bem quanto prometem? Para descobrir, a Revista CARRO realizou o teste de uma dessas espumas limpadoras nos bancos de um Chevrolet Celta 2010, que apresentavam algumas manchas no assento e encosto.

Escolhemos o Limpa Estofados da Luxcar, que assegura limpar de dentro para fora, devolvendo a aparência original e restaurando a cor. O produto é vendido em embalagem do tipo spray e ao ser aplicado, exibe uma espuma branca, que foi rapidamente absorvida por toda a sujeira. Até então, bem similar ao especificado pela marca. Nós esperávamos que fizesse um pouco mais de espuma, mas durante o uso, percebemos que, quanto maior a sujeira, mais rápida é a absorção.

Para ajudar na tarefa, utilizamos uma escova de cerdas macias no sentido das fibras do tecido para remover a sujeira mais pesada. Logo depois, removemos o excesso com um pano úmido, como recomendado nas instruções de uso.  No pano a quantidade de sujeira removida ficou bastante evidente. Utilizamos o aspirador de pó para finalizar a limpeza, conforme indica o fabricante.

Após a aplicação, foi possível notar que o tecido estava mais limpo, mesmo mais escurecido devido ao “efeito molhado” produzido pela própria espuma e pelo pano úmido. Aplicamos o produto em todo o banco e repetimos o processo somente no estofado do assento para ver se o efeito poderia ser ainda melhor. Felizmente, sim, o tecido ficou ainda mais limpo e as cores mais vivas.

Embora o Limpa Estofados da Luxcar tenha provado sua eficiência, acreditamos que ele não seja assim tão durável. Após o teste no banco do passageiro – aplicado nos critérios acima descritos – restou apenas ¼ da lata, se fazendo necessário utilizar pelo menos mais duas latas para limpar o restante dos bancos. O baixo rendimento, porém, é compensado pelo preço: foram gastos R$ 11,90 em cada lata de 400 ml, enquanto o valor dos concorrentes gira em torno de R$ 20,00 a R$ 40,00 por lata.

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This