Utilitário esportivo importado do Japão tem tração integral, motor 2.5 a gasolina e três elétricos 

Por: Edison Ragassi, de Campana, Argentina

Fotos: Divulgação 

Na Argentina, a Toyota apresentou para a imprensa especializada o SUV RAV4 híbrido. O modelo tem preço sugerido de R$ 165.990 na versão S e 179.990 na opção SX. 

O carro é importado do Japão e produzido na plataforma TNGA, a estrutura de construção modular da marca japonesa.  Ela é utilizada no Prius, novo Corolla que será  lançado este ano no Brasil, e a variação GA-K onde é montado o Camry e o RAV4.

O desenho segue a linha adotada no novo Corolla. A Toyota deixou as linhas clássicas e imprimiu um visual futurista em seus modelos. 

Os faróis  tem luzes diurnas em Led, elas estão também nas lanternas.

O novo SUV da Toyota ficou mais baixo 10 mm,  a largura aumentou 10 mm e a distância entre-eixos foi ampliada em 30 mm.

No interior o painel de instrumentos é digital,  mas o motorista pode optar por visual analógico. O multimídia tem sistema de espelhamento através do Mirror Link, porém não é compatível com Android Auto e Apple Carplay.

Equipamentos e acessórios

A versão de entrada S Hybrid traz sete airbags, faróis de LED com ajuste automático de altura, bancos com partes revestidas de couro, nos dianteiros um sistema de ventilação (SVS), já o banco do motorista tem memória para duas posições, regulagem elétrica de seis posições, sistema de áudio com tela de LCD sensível ao toque de 7 polegadas combinando com o painel de instrumentos de TFT 7”, sistema de acionamento e desligamento do motor por botão (Engine Start/Stop Button), sistema de entrada inteligente (Smart Entry System), rodas de liga leve de 18”, controle de climatização digital automático dual-zone com saída para os bancos traseiros e sistema S-flow, freio de estacionamento eletrônico (EPB), função Hold, controle eletrônico de tração (TRC), controle de Assistência de Subida em Rampa (HAC),  Sistema de Controle Eletrônico de Estabilidade (VSC) e Controle de Reboque e Oscilação (TSC).

Na opção topo de linha SX Hybrid, além dos itens da versão de entrada, tem o teto solar tipo Wide Moonroof, carregador de celular sem fio ou por indução (Wireless Charger), abertura e fechamento elétrico da tampa do porta-malas com acionamento interno e por sensor de movimento (a tampa abre e fecha ao passar o pé por debaixo do para-choque traseiro), troca das marchas nas aletas ao lado do volante e pacote de segurança ativo Toyota Safety Sense (TSS).

Para a nova geração do SUV híbrido, a empresa oferece seis acessórios: caixa organizadora de porta-malas com três divisórias, compressor de ar 12V digital, kit de segurança para roda de liga leve, refrigerador portátil, suporte para bolsas e suporte para tablets.

Motores e câmbio 

Este SUV Toyota tem  motor 2.5L DOHC 4 cilindros 16 V movido a gasolina com injeção de combustível direta e indireta e três motores  elétricos com bateria de níquel-hidrato metálico II. Segundo a fabricante, mais leve que o anterior.

O câmbio é o novo HEV Transaxle continuamente variável. Ele utiliza um conjunto de engrenagens planetárias,  é controlado eletronicamente e trabalha em conjunto com o diferencial.

Este conjunto entrega 222 cv de potência. O torque do motor a combustão é de  22,5 kgfm  e 20,6 kgfm dos três elétricos. A tração é integral AWD.

A Toyota divulga que o consumo na cidade é de 12,8 km/l na rodovia e 14,3 km/l na cidade.

Na versão SX a empresa estreia o sistema de segurança Toyota Safety Sense com tecologias semi-autonomas.

São radares e câmeras que detectam possibilidades de colisão e avisam o motorista para frear. Caso isso não ocorra, ele freia o carro automaticamente a partir de 10km/h. Também há alerta de  faixa, oscilação, o que pode significar que o motorista está cansado. Já os faróis altos acendem e apagam automaticamente e o cruise control auxilia a manter a velocidade constante, inclusive enxerga o veiculo que vai a frente. 

A Toyota oferece 3 anos de garantia para o veículo e 8 anos para os componentes do sistema híbrido,  inclusive  as baterias.

Durante o evento foi  possível dirigir a versão do RAV4 que será comercializada no Brasil a partir de 13 de junho, em uma pista off road leve. 

Por dentro o modelo e confortável,  com acabamento sensível ao toque no painel, volante de boa empunhadura e instrumentos de fácil visualização. 

Ao rodar nas condições de grama terra e lama, o RAV4 mostrou bom desempenho. Tem arranque forte,  desenvolve velocidade rapidamente e freia com segurança.

É bom o trabalho feito pela engenharia na calibragem das suspensões, pois oferece conforto tanto para o motorista como o passageiro do banco traseiro.  Merece uma avaliação mais apurada, como o leitor do site e Revista Carro está acostumado, ela será feita quando o RAV4 hibrido estiver disponível para testes. Mas a primeira impressão é de ser um SUV muito bem resolvido e que vai dar trabalho para a concorrência de mesmo porte e valor.

*Viagem feita a convite da Toyota.

Pin It on Pinterest

Share This