A Honda apresentou a quinta geração do CR-V, seu crossover (ou SUV, como diz a marca) familiar que, nos Estados Unidos, é líder do segmento há 20 anos. No Brasil, está à venda a quarta geração na versão única EXL AWD, por R$ 148 mil. O modelo renovado, linha 2017, chega às lojas dos EUA entre novembro e dezembro próximos. Ainda não há previsão de data de lançamento no Brasil. 

Novo CR-V ficou mais "atlético", diz a Honda
Uma das principais novidades do novo CR-V é a adoção do motor 1.5 DOHC turbo a gasolina, o mesmo que equipa a versão Touring do novo Civic, e capaz de gerar 173 cavalos (no sedã vendido no Brasil). O propulsor estará disponível nas versões mais caras do CR-V (da EX para cima). A versão de entrada LX usa um 2.4 com injeção direta, também a gasolina. Ambos são gerenciados por câmbio CVT. Mais detalhes técnicos serão revelados apenas no lançamento, mas está confirmada a manutenção da opção com tração integral (AWD).

No visual, o novo CR-V ganhou formas mais horizontalizadas, com mais aspecto de SUV do que de MPV (a Honda o descreve como mais “atlético” que a geração anterior). A impressão de ser um carro de sete lugares, com três fileiras de assentos, foi amenizada com a adoção de ressaltos nos paralamas traseiros.

Entre-eixos ficou maior, mas Honda ainda não divulga números
No entanto, a grade frontal do novo CR-V com duas seções ficou parecida com um Mitsubishi; na traseira, o jeitão de Volvo (devido às lanternas ao longo da janela) agora parece mixado com o Toyota RAV4. Segundo a Honda, o entre-eixos ficou maior, provavelmente devido à diminuição do balanço traseiro — mas as dimensões também não foram divulgadas.

A montadora japonesa promete uma cabine espaçosa e mais apromorado, com bastante conectividade. Também há pelo menos um mimo muito interessante para o uso familiar do CR-V: a possibilidade de abrir o porta-malas passando o pé sob o parachoque: esse tipo de abertura por sensor, que facilita o acesso quando se está com as mãos ocupadas, não é inédito no mercado — mas é neste Honda.

Traseira do novo CR-V é mais robusta -- mais SUV, menos crossover
A partir da versão EX, o novo CR-V traz o pacote de segurança e assistência ao motorista Honda Sensing, que inclui frenagem automática, aviso de colisão frontal iminente, detector de pedestres, controle de cruzeiro adaptativo, alerta de manutenção de faixa, aviso de ponto cego e de tráfego traseiro, entre outros.

O novo CR-V será fabricado em três unidades da Honda na América do Norte — duas nos EUA e uma no Canadá. Segundo a Honda do Brasil, há planos de manter a importação ao país, mas isso provavelmente ocorrerá em baixa quantidade. Este ano, apenas 1.514 unidades foram emplacadas até o final de setembro, segundo o ranking Fenabrave/Renavam. Em 2012, ano em que o IPI (imposto sobre importados) subiu “de repente” em setembro e foram criadas cotas de importação, o Brasil comprou 14.890 CR-V.

Honda promete cabine mais premium (note os apliques de "madeira")

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This