O Volkswagen Golf não é um ícone no universo automotivo à toa. Quando chegou ao Brasil no final de 2013, o hatch médio instaurou um novo paradigma de desempenho e qualidade, aproximando-o de seus primos da Audi, com os quais compartilha a mesma plataforma de produção. Com a sua nacionalização, embora tenha sido gerada a versão herege 1.6 MSI (mais lentas que Gol e Fox), o motor 1.4 turbo ganhou dez cavalos a mais de potência, atingindo 150 cv. E nós testamos o conjunto perfeito da gama para os entusiastas, equipado com o câmbio manual de seis marchas. É amor à primeira acelerada.

Rodar com o Golf 1.4 TSI manual é uma experiência apaixonante. Apesar da transmissão DSG de dupla embreagem com sete velocidades realizar um trabalho exímio na hora de orquestrar o ritmo do propulsor, comandá-lo você mesmo pelo câmbio com engates curtos, precisos e macios rende um prazer ainda mais genuíno. Mesmo em situações mais civis, na cidade, o Golf consegue colocar sorrisos no rosto do motorista, devido a sua agilidade para arrancar em semáforos, leveza da direção elétrica e conforto da suspensão. E, mesmo sendo ligeiramente mais baixo, não há problemas para superar lombadas ou valetas: ele não raspa se tratado com parcimônia.

Volkswagen Golf 1.4 TSI Highline manual parte de R$ 93.790

Na estrada, onde é possível instigá-lo um pouco mais, o Golf atinge os limites da via em esforço algum. Para realizar ultrapassagens, as reduções de 6ª a 4ª marchas tornam a manobra mais segura e ainda arrancam suspiros pelo desempenho. Nesta condição mais exigente, a direção se enrijece para dar maior conectividade ao motorista e é possível avaliar mais o contorno preciso do hatch em curvas.

Na nossa pista de testes, a diferença entre o Golf 1.4 turbo flex e o somente a gasolina (que era vendido anteriormente) foi imperceptível. Isso não é necessariamente ruim, já que seus números já eram bons em 2013, quando testamos o modelo pela primeira vez em sua sétima geração. Na prova de 0 a 100 km/h, por exemplo, a vantagem do combustível de origem vegetal rendeu um ganho de meros 0s13. Nas retomadas, o empate técnico persistiu. 

Agora flex, motor 1.4 turbo rende 150 cv

O problema é que sem um benefício de desempenho sensível, o revés da menor autonomia acaba se agravando. Enquanto o Golf 1.4 TSI manual a gasolina obtinha uma média de 12,9 km/l, num percurso combinado entre cidade e estrada, com etanol este índice cai para 9,6 km/l. E será durante as viagens pelas estradas que o motorista vai enxergar o ponteiro do tanque de combustível descendo mais rápido, já que com o propulsor monocombustível o Golf era capaz de rodar 16 km/l, bem mais do que os 11,5 km/l com o bloco flex.

SONHO CARO
Outro revés impactante do Golf manual é o seu preço. Tabelado a R$ 93.790, o hatch oferece uma lista de equipamentos já bastante interessante, mas não o suficiente para justificar os quase R$ 12 mil de ponte entre o motor 1.6 e o 1.4 TSI da gama do Golf. De série, ele conta com sete airbags, controles de estabilidade e de tração, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sensores crepuscular e de chuva, controle de cruzeiro e central multimídia touchscreen de 6,5”. 

Acabamento interno do Golf segue caprichado e bem montado

Para equipá-lo conforme a unidade avaliada pelo CARRO ONLINE, o consumidor terá que desembolsar mais de R$ 30 mil adicionais para adquirir o pacote tecnológico com recursos de condução autônoma, como piloto automático adaptativo, frenagem de emergência, além do ar-condicionado automático de duas zonas e teto solar. 

NOSSAS MEDIÇÕES  Volkswagen Golf 1.4 TSI Highline manual
Aceleração
0-60 km/h 4s15
0-80 km/h 5s95
0-100 km/h 8s72
0-120 km/h 11s68
Retomada
40-100 km/h 7s76
60-120 km/h 10s03
80-120 km/h 7s11
Frenagens
60-0 km/h 13,44 m
80-0 km/h 24,12 m
100-0 km/h 38,01 m
120-0 km/h 55,79 m
CONSUMO (etanol)
Cidade 8,2 km/l
Estrada 11,5 km/l
Peco 9,6 km/h

Isto é, por um valor total de R$ 125.140, o consumidor que quiser comprar um Golf 1.4 TSI manual completíssimo não poderá olhar para o lado e ver a versão GTI ali, com seu motor 2.0 turbo de 220 cv e 35,7 kgfm de torque, custando R$ 5 mil a menos

Golf 1.4 TSI manual completo nas ruas como este da galeria acima, portanto, será uma raridade.

DADOS DE FÁBRICA Volkswagen Golf 1.4 TSI Highline manual
Motor Dianteiro, transversal, 4 cilindros, turbo/16V
Cilindrada 1.395
Potência 150 cv a 4.500 rpm
Torque 25,5 kgfm a 1.500 rpm
Tração Dianteira
Freios (d/t) Discos ventilados / discos
Direção elétrica
Transmissão Manual de 6 velocidades
Peso 1.252 kg
Porta-malas 313 litros
Dimensões (C/L/A) 4,25 m/2,02 m/1,46 m
Entre-eixos 2,63 m

 

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This