O Ford Maverick completou, em 2018, 45 anos de lançamento no Brasil. Apesar da vida curta no mercado nacional, sendo produzido apenas por seis anos, o cupê esportivo ganhou muitos fãs.

Claramente inspirado no Mustang, o Maverick foi lançado em 1969 nos Estados Unidos para concorrer com os carros europeus e japoneses. Ele tinha tamanho e preço menor comparado a outros modelos da marca e foi um sucesso imediato, com 579.000 unidades vendidas no primeiro ano.

Na época, o Maverick completou a linha brasileira de veículos da Ford, onde já estavam o Corcel, de entrada, e o topo de linha Galaxie. O esportivo com motor dianteiro e tração traseira foi apresentado ao público brasileiro no Salão do Automóvel de 1972 e chegou ao mercado no ano seguinte, produzido na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

O modelo era oferecido inicialmente apenas na configuração cupê, de duas portas, nas versões Super, Super Luxo e GT, com duas opções de motor: 3.0 de seis cilindros em linha, de 112 cv, e V8 5.0, com 197 cv. Ambos podiam vir equipados com câmbio manual de quatro marchas com alavanca no assoalho ou automático de três marchas com comando na coluna de direção.

A versão GT, com motor V8 e câmbio manual, tinha produção limitada e contribuiu para marcar a esportividade da linha. No mesmo ano, o carro ganhou mais uma opção com o lançamento do sedã de quatro portas.

A imagem do clássico foi reforçada pela participação no “Raid da Integração Nacional”, uma grande aventura que rodou 17.000 km de Chuí até Brasília. Durante 24 dias, o veículo percorreu todas as capitais da época, passando por centenas de cidades do Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país.

Até sair de linha, em 1979, o Maverick somou 108.106 unidades vendidas no Brasil e continua a ser colecionado por fãs, principalmente na versão V8, que se tornou uma lenda entre os admiradores de carros antigos.

Pin It on Pinterest

Share This