A produção em série da nova geração do Volkswagen Polo nacional começou nesta segunda-feira (14), na fábrica de Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP). A cerimônia que oficializou o start na produção contou com a presença de autoridades políticas, imprensa e diretoria da Volkswagen. O compacto chegará às lojas em novembro deste ano, com três opções de motorização: 1.0 MPI, 1.6 MSI e 1.0 TSI (rebatizado de 200 TSI). Nós já dirigimos uma unidade pré-série do Polo nacional com o motor turbinado e câmbio automático de seis marchas.

Compacto divide a linha de produção de São Bernardo com a Saveiro

De acordo com a Volkswagen, o novo Polo feito em São Bernardo do Campo terá desenho da dianteira levemente diferente em relação ao europeu. Essa mudança é resultado de clínicas realizadas com potenciais clientes brasileiros – todos os carros mostrados na cerimônia desta segunda-feira estavam com camuflagem parcial na dianteira e traseira.

Hatch nacional já é produzido em série para chegar às lojas em novembro

Outra mudança para o carro brasileiro é a elevação da suspensão em 20 mm, como já havíamos antecipado no último dia 27. Para desenvolver e produzir o novo Polo (e sua variante sedã, o Virtus), a Volkswagen investiu R$ 2,6 bilhões na unidade fabril Anchieta (setores como estamparia, pintura e montagem foram modernizados). O aporte faz parte do cronograma de investimentos da empresa no Brasil, até 2020, de R$ 7 bilhões.

Novo Polo será vendido no Brasil com motores 1.0 MPI, 1.6 MSI e 1.0 TSI

Esse montante será utilizado no desenvolvimento de mais dois modelos feitos a partir da estrutura MQB: um novo SUV compacto (baseado no conceito T-Cross Breeze) e uma picape de porte similar à Fiat Toro, como revelamos no início de julho.

O CEO da VW do Brasil, David Powels, mostrou o plano de renovação do portfólio

Consumo do motor 1.0 MPI

No evento desta segunda-feira, tivemos acesso a unidades do Polo com motor 1.0 MPI e câmbio manual de cinco marchas que estavam deixando a linha de montagem. Os modelos tinham a etiqueta do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, do Inmetro, colada no para-brisa.

Segundo a VW, visual da dianteira terá desenho exclusivo para o Brasil

Segundo a etiqueta do órgão, o Polo com motor 1.0 aspirado terá consumo de 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada (com gasolina).  Com o combustível de origem vegetal, o consumo será de 8,7 km/l na cidade e 10,0 km/l na estrada. Pelas normas do Inmetro, o Polo foi classificado com selo A (de melhor eficiência).

Cerimônia contou com a participação de autoridades e colaboradores da empresa

 

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This