Como a Toyota optou por um conjunto convencional no novo Etios automático, coube à Nissan a primazia de oferecer o câmbio CVT em um compacto nacional. A novidade chega na linha 2017 do March e Versa 1.6 e custará R$ 4.800 a mais do que a versão manual. Não ocorreram alterações no visual e no motor de 111 cv, e a única diferença dos modelos fica por conta do logotipo extra na tampa do porta-malas.

Nissan March CVT, sempre 1.6, parte de R$ 54.090
O hatch não teve mudança de preços e irá oferecer a opção CVT nos pacotes SV e SL. Já o Versa recebeu vidro elétrico traseiro em todas as versões e o opcional Pack Plus passa a ser item de série nas variantes mais caras. O topo de linha Unique agora será oferecido somente com câmbio CVT.

Compacto é fabricado em Resende (RJ)

Apesar de adotar o mesmo nome comercial XTronic, o câmbio CVT de March e Versa não é o mesmo do Sentra. Além de ser menor e mais leve, a caixa dos compactos tem limite de torque de apenas 15,3 kgfm, bem próximo do 15,1 kgfm gerado pelo 1.6 flex da dupla.

Nissan Versa na versão Unique, topo de gama e só CVT
Com isso, os modelos ficaram somente 10 kg mais pesados em relação às versões equivalentes com o câmbio manual de cinco marchas e dispensaram novos ajustes na suspensão. Segundo o Inmetro o consumo de combustível dos dois é ligeiramente inferior ao dos modelos manuais, mas o March CVT registrou uma melhora de 1 km/l no consumo rodoviário com gasolina.

Gama do Versa vai ficando cada vez mais recheada

Os valores cobrados pela marca aproximam os compactos dos rivais com câmbio automático convencional. O March 1.6 SV CVT (R$ 54.090) fica próximo das versões automáticas de Chevrolet Onix 1.4 LT (R$ 53.890) e Hyundai HB20 1.6 Comfort Plus (R$ 54.595). Do segmento, só o Etios 1.5 automático custa menos: R$ 52.640.

Tabela oficial de preços da Nissan. *A versão passa a se chamar Conforto **Essas versões passam a adotar o pacote Pack Plus de série
No Versa o cenário se repete: o SV de R$ 57.990 disputa mercado com o Prisma 1.4 LT (R$ 57.890) e HB20S 1.6 Comfort Plus (R$ 58.425), com os três distantes do Etios Sedan X Automático (R$ 52.140).

Para Cristiane Sanchez, gerente de marketing de produto da Nissan, o câmbio CVT pode melhorar até 30% das vendas dos modelos. Até maio o Versa vendeu 7.888 unidades, enquanto o March registrou 7.161 veículo. A penetração do sistema, porém, irá variar: espera-se que 30% dos March sejam CVT, contra 60% do Versa. “Além do consumidor comum, iremos focar nos frotistas e clientes PCD (pessoa com deficiência)”, explicou a executiva.

Câmbio CVT de March e Versa e emblema na traseira
CARRO ONLINE testou o novo Nissan Versa 1.6 CVT e publicará as impressões ao dirigir do sedã em breve.

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This