A Audi revelou nesta terça-feira (5) a versão de produção do Q8, modelo que irá ocupar o topo da gama de SUVs da marca. Os principais alvos serão BMW X6 e Mercedes-Benz GLE Coupé. A comercialização do Q8 no Brasil já foi confirmada à CARRO pelo diretor de Vendas da Audi do Brasil, José Sétimo Spini. A estreia deverá ocorrer no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, com início das encomendas na sequência.

O modelo manteve praticamente todos os traços do Q8 Concept, apresentado pela primeira vez no Salão de Detroit de 2017. A dianteira traz uma ruptura em relação ao design dos SUVs mais recentes da Audi, como Q2 e Q5. A enorme grade hexagonal dianteira possui moldura na cor prata e seis aletas verticais cromadas.

O para-choque tem enormes entradas de ar e, abaixo dos faróis principais, há um recorte onde são posicionados os sensores dos sistemas semiautônomos. Na lateral, destaque para as rodas de 22 polegadas, para a coluna C mais espessa (como no Q2) e para a queda acentuada da linha do teto.

A traseira tem lanternas horizontais interligadas e o conjunto tampa/vidro traseiro bastante inclinado. Com 4,99 metros de comprimento, 2,00 m de largura e 1,71 m de altura, o Q8 é mais largo, curto e baixo que o ‘irmão’ Q7. O porta-malas tem 605 litros de capacidade.

A cabine traz inspiração no recém-lançado A8, com destaque para as duas telas digitais no console para comando de quase todas as funções do carro. A superior, de 10,1 polegadas, traz os controles do computador de bordo e sistema de som, enquanto a inferior (8,6 pol.) é dedicada a comandos do ar-condicionado e inserção de endereços no GPS.

Híbrido leve

Inicialmente, o Q8 terá uma única opção de motor: um 3.0 V6 turbodiesel com 286 cv, chamado de 50 TDI. Futuramente, o SUV terá uma opção mais fraca do mesmo motor, com 231 cv (45 TDI). Além do diesel, haverá uma opção V6 a gasolina com 340 cv (55 TFSI).

O 50 TDI utilizará câmbio automático Tiptronic de oito marchas, enquanto o 55 TFSI será acoplado a uma caixa de dupla embreagem de sete velocidades. A tração é sempre a integral quattro.

Todas as versões do Q8 serão do tipo “híbrido leve”. Com o auxílio de uma bateria de 48V, o sistema permite que o motor a combustão seja desligado em velocidades de cruzeiro (entre 55 km/h e 160 km/h), poupando combustível. Além disso, caso detecte que o motorista irá parar em um semáforo, por exemplo, o start-stop entra em ação a partir de 22 km/h.

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This