Além do novo C 63 S, Mercedes aproveitou para lançar o GT S e o S 63 Coupé no Brasil

A Mercedes-Benz reuniu toda a sua linha AMG no autódromo Velo Città, em Mogi Mirim, SP, nesta quarta-feira (20) para anunciar a chegada de mais um membro da família esportiva da marca ao Brasil. A versão mais potente do Classe C, a C 63 S, chega ao nosso mercado em junho por R$ 545.740. A ocasião ainda serviu para a companhia lançar oficialmente outros dois modelos topo de linha: o AMG GT S e o S 63 Coupé.

O novo Mercedes-AMG C 63 S conta com o mesmo motor 4.0 V8 biturbo que equipa o GT S, com a tecnologia de instalação das turbinas dentro das bancadas dos cilíndros para um maior aproveitamento do turbo. São 510 cv de potência disponíveis entre as 5.500 e 6.250 rpm, com torque de 71,3 kgfm com pico estável das 1.750 rpm até às 4.500 rpm. Trabalhando com um câmbio de dupla embreagem de sete velocidades, a fabricante diz que o sedã é capaz de acelerar de zero a 100 km/h em quatro segundos, atingindo velocidade máxima de 290 km/h.

Mercedes-AMG C 63 S

O propulsor sobrealimentado veio substituir o antigo 6.2 V8 aspirado em nome de mais eficiência: ele chega a ser 32% mais econômico que o predecessor. A principal alteração no comporamento do carro com tal mudança é a entrada mais abrupta do torque e da potência, em detrimento de uma progressão mais linear do motor da geração anterior. Obviamente, essa característica não pode ser tida como um revés, uma vez que a emoção a bordo do C 63 S e o som que ele produz continuam esfriando a espinha.

Entre os destaques tecnológicos do modelo estão os coxins dinâmicos que monitoram o uso do carro em prol da adaptação do nível de fixação e vibração do motor ao chassi, que pode ser enrijecido ou não, de acordo com a necessidade. Em situações extremas (como numa pista), a vantagem de ter um bloco menos maleável sob o capô é evitar perda de força ou esforço desnecessário do bloco em saídas de curva, por exemplo. Além disso, ele possui suspensão adaptativa e quatro modos de condução que também atuam no acelerador, freios e controle de estabilidade.

Mercedes-AMG C 63 S

Disponível aos consumidores a partir de junho, o Mercedes-AMG C 63 S é vendido em dólares (assim como toda a linha AMG, com exceção dos derivados da Classe A), por US$ 209.900 (o equivalente a R$ 545.740, levando em conta a conversão fixada em R$ 2,60 utilizada pela marca ao comercializar o esportivo).

Mercedes-AMG GT S

O BRUTAL GT S
Mercedes-AMG GT S também esteve presente no evento realizado pela companhia nesta quarta. O esportivo de apenas dois lugares, apresentado no último Salão do Automóvel, é comercializado por US$ 329.900 (ou R$ 857.740, considerando a mesma cotação citada acima). Impulsionado pelo mesmo propulsor do C 63 AMG, a única diferença nos números corresponde ao torque, que no caso dele é de 66,3 kgfm. Em contrapartida, devido à sua estrutura feita de alumínio (93%) e magnésio, o modelo ostenta uma relação de peso/potência de apenas 3,08 kg/cv.

Mercedes-AMG GT S

Com isso, a dinâmica do GT S é magnífica. O conjunto leve o atribui uma agilidade de tirar o fôlego, alcançando os 100 km/h em 3s8, enquanto proporciona uma dirigibilidade estável e conectada ao motorista, graças à sua distribuição de peso balanceada (47% na dianteira e 53% na traseira) e a tecnologia de suspensão adaptativa. 

Mercedes-AMG S 63 Coupé

SUPRA-SUMO DO LUXO E ESPORTIVIDADE
O modelo mais caro da linha AMG, o Mercedes-AMG S 63, já está à venda nas lojas da marca no Brasil e tem preço definido em US$ 346.900 (ou R$ 901.940). Equipado com motor 5.5 V8 biturbo, o sedã de luxo produz 585 cv de potência e 91,8 kgfm de torque e dispõe da tração integral 4MATIC. Mesmo pensado mais de duas toneladas, ele consegue acelerar de 0-100 km/h em apenas 3s9. 

A Mercedes-Benz possui 12 concessionárias especializadas na venda da linha AMG no Brasil. São 48 da marca no total. Entre 2007 e 2014, a gama esportiva da companhia cresceu mais de 700%, subindo de 70 para 504 o número de emplacamentos por aqui. 

 

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This