Audi pode entrar para a F1 em 2016, em parceria com a Red Bull

A Audi pode estar se preparando para entrar no grid da categoria número 1 do automobilismo mundial, segundo a revista Auto Express, citada pelo site Motor Authority. De acordo com a fonte, o retorno recente da Porsche às 24 de Le Mans faz com que executivos do grupo VW pressionem a Audi para concentrar seus esforços em outra categoria, no caso, a Fórmula 1. A alternância representa a quebra de uma tradição da marca das quatro argolas, uma vez que das últimas 16 edições da prova de longa duração, 13 foram vencidas pela equipe (inclusive a última, com o modelo R18 e-Tron). 

O aporte financeiro da entrada da Audi à F1 contaria com o financiamento da marca de energéticos Red Bull. A empresa é parceira da Audi na competição DTM (que também seria sacrificada com a ida à F1), mas também já detém duas equipes de Fórmula 1 (Red Bull Racing e Toro Rosso). Portanto, resta saber se a chegada da Audi aglutinará as duas ou apenas uma delas (já que um terceiro time seria mais improvável). 

Outros dois indícios que corroboram a ideia da Audi entrar na F1 são a contratação do ex-diretor da Scuderia Ferrari, Stefano Domenicali, e a tentativa do piloto Fernando Alonso em conseguir um contrato de apenas um ano com a McLaren para a próxima temporada (abrindo caminho para o piloto espanhol migrar para a Audi em 2016). 

Ainda segundo rumores especulados pela imprensa internacional, a Audi já estaria desenvolvendo um motor V6 turbo híbrido na planta de Neuburg, na Alemanha. 

Pin It on Pinterest

Share This