O mundo era bem diferente em 2002: o Brasil conquistou o seu quinto título mundial de futebol, o euro entrou em circulação e a Volvo lançou o XC90. O “jipão” sueco foi bem recebido no mercado, mas veio a crise e a Ford (então controladora da empresa) acabou vendendo-a em 2009 para a Geely.

A troca de comando atrapalhou o desenvolvimento de novos produtos da Volvo. Assim, só depois de 12 anos a marca finalmente conseguiu lançar a segunda geração de seu SUV.

O novo XC90 chegou ao país na versão T6, de R$ 319.000, com motor 2.0 de 320 cv, câmbio de oito marchas e sete lugares. O painel agora exibe um enorme monitor com apenas um botão físico em sua base. Como no iPad, a tela é capacitiva e extremamente intuitiva, repetindo os comandos básicos usados em smartphones. O controlador de velocidade adaptativo, o sistema de frenagem autônoma e o alerta de mudança de faixa foram reprogramados para permitir ao carro algo ainda incomum: rodar sozinho.

Novo Volvo XC90 T6

Em vias com sinalização horizontal em bom estado, o XC90 permanece na faixa e acompanha o tráfego. Câmeras na parte interna do para-brisa leem as placas de velocidade e mantêm o carro na máxima permitida. 

Até no quesito dirigibilidade, algo nem sempre prioritário para o interessado em um enorme SUV, o XC90 surpreende. Ao volante, ele nem parece ter 2.125 kg e 4,95 m de comprimento. E no modo de condução Dynamic, o Volvo entrega um desempenho de sedã médio, obtendo aceleração de 0 a 100 km/h em ótimos 7s1. E o melhor: tudo isso por um valor inferior ao de concorrentes de marcas alemãs premium, por exemplo.

Nova geração tem interior totalmente renovado

Espaçoso, bem acabado e com mais recursos tecnológicos que um Mercedes S, o XC90 poderia ser facilmente encontrado em garagens nos bairros do Morumbi (em São Paulo) e da Barra da Tijuca (no Rio de Janeiro). Só que, nesses locais, há somente duas concessionárias Volvo — no Brasil inteiro, são 27 revendas.

NOSSAS MEDIÇÕES Volvo XC90 T6
Aceleração
0-60 km/h: 3s3 (30,1 m)
0-80 km/h: 5s0 (61,8 m)
0-100 km/h: 7s1 (114,6 m)
0-120 km/h: 9s6 (191,7 m)
Retomada
40-100 km/h em Drive: 5s8
60-120 km/h em Drive: 6s7
80-120 km/h em Drive: 5s0
Frenagem
60-0 km/h 13,4 m
80-0 km/h 23,6 m
100-0 km/h 36,5 m
120-0 km/h 52,7 m
Consumo (gasolina)
Cidade: 7,5 km/l
Estrada: 12 km/l
Peco: 9,5 km/l

Esse será um problema que a Volvo terá de resolver com a ampliação de sua rede no território nacional, ou com a nomeação de oficinas autorizadas. De qualquer forma, parece ser um obstáculo fácil de superar para quem consegue reunir tantos atributos em um automóvel. Só não é recomendável levar tanto tempo.       

DADOS DE FÁBRICA Volvo XC90 T6
Velocidade máxima: 230 km/h
Motor: L4, diant., transv., turbo, 16V
Cilindrada: 1.969 cm³
Potência: 320 cv a 5.700 rpm
Torque:  40,7 kgfm a 2.200 rpm
Câmbio: Automático, 8 marchas
Suspensão: Braços sobrepostos
Pezo vazio/cap. máx. de carga: 2.166 kg/584 kg
Diâmetro de giro: 11,8 m
Porta-malas: 692 l
Tanque de combustível: 71 l
Pneus (testados): Michelin 275/45 R20
Dimensões (C/L/A): 4.950 mm/1.923 mm/1.776 mm
Entre-eixos: 2.984 mm

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This