Rápido, econômico e tem conforto muito acima da média

Quem fabrica modelos que brigam pelo mercado de SUVs precisa ousar em algumas situações para crescer em vendas, mas em outras é bom não mexer em time que está ganhando. A Audi foi no meio do caminho com o Q3, que passou por sua primeira grande mudança visual em 2017, seis anos após a sua estreia mundial.

Boa autonomia

Para destacá-lo frente aos rivais, a Audi apostou na utilização do motor 2.0 TFSI para o seu SUV de entrada na versão Ambition. Com imponentes 220 cv, é bastante econômico. Em nossos testes, registrou média de 7,5 km/l (G) no ciclo urbano e 12,5 km/l (G) em trajeto rodoviário. Não parece nada demais, mas isso lhe proporciona autonomiza superior aos 600 km.

Anda muito

O Q3 Ambition nos surpreendeu com o 0 a 100 km/h alcançado em apenas 6s25, praticamente 3s mais rápido que o Q3 quando equipado com o motor 1.4 TFSI, que marcou 8s93. O câmbio S tronic de sete marchas também é um capítulo à parte, pois cumpre muito bem a sua função, onde passa despercebido no dia a dia e oferece trocas rápidas quando exigido. A tração quattro é de série nos modelos 2.0.

Aconchegante

Como todo Audi, o Q3 mescla bem o luxo e o conforto. Não é exagerado quanto às texturas e materiais internos utilizados e também oferece equipamentos que atendem bem aos ocupantes. A lista de itens de série é extensa, e traz itens como bancos do motorista com ajustes elétricos, revestimento em couro sintético, ar-condicionado digital, airbags frontais, laterais dianteiros e de cabeça, controle de estabilidade (ESP), faróis de xenon com ajuste automático de altura, teto solar panorâmico, freio de estacionamento elétrico, assistência para partida em rampas, sensores de luz e de chuva, porta-malas com acionamento elétrico e espelhos retrovisores com rebatimento elétrico através de botão. A unidade avaliada contava ainda com o seletor de modos de condução (Audi Drive Select).

Mas apesar dessa farta lista, falta um item praticamente obrigatório nos modelos comercializados atualmente: a entrada USB. Muito utilizada pelos usuários de smartphone, nem sempre é utilizada como interface de conexão a central multimídia, mas sim como fonte de carga de bateria dos celulares. É a primeira coisa que você notará ao entrar no carro, pois geralmente está entre as prioridades depois do cinto e do ajuste dos espelhos. Como opção, há uma tomada 12V no console central que requer a presença de um adaptador para a saída USB. Em contrapartida, há duas entradas para cartão SD. 

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This