Texto: Gustavo de Sá

Com blindagem de fábrica, Audi Q5 Security ganha quase 600 kg e custa R$ 91 mil a mais que a versão convencional. Vale a pena?

Ao testar os veículos cedidos pelas fabricantes na pista, nosso objetivo sempre é experimentar todos os equipamentos que eles dispõem a fim de tornar a reportagem o mais completa possível. Na avaliação do Audi Q5 Security, entretanto, não precisei comprovar na prática um item de série: a resistência à perfuração por balas – ele é o primeiro blindado de fábrica vendido pela marca no País.

O utilitário esportivo possui blindagem nível III-A, o maior grau de proteção disponível para uso civil no Brasil. Ele é resistente a disparos de armas de fogo como espingardas calibre 12, pistolas e submetralhadoras 9 mm e até de calibre 44. Para isso, são utilizados vidros à prova de balas com multicamadas e chapas de aço mais grossas em toda a carroceria – em uma blindagem convencional, é feita a aplicação de mantas de aramida (mais leves).

A proteção balística resulta em acréscimo de 575 kg em relação às versões convencionais – na balança, o Q5 Security aponta 2.295 kg. Para lidar com a massa extra, a Audi reforçou o sistema de freios com discos maiores (os mesmos do mais potente SQ5) e recalibrou o controle de estabilidade. O modelo também ganhou suspensão a ar adaptativa com controle ativo dos amortecedores para suportar o peso extra. O motor é o 2.0 TFSI das demais versões, com 252 cv de potência e 37,7 kgfm de torque. O câmbio é robotizado de dupla embreagem com sete marchas e a tração, integral quattro.

Na pista, como era de se esperar pela relação peso-potência desfavorável, o Q5 blindado fi cou para trás do convencional em desempenho. Foram 7s9 para ir de zero a 100 km/h, ante 6s3 do Q5 Ambition testado anteriormente por nós. Curiosamente, o Security foi exato 1s1 mais lento nas três retomadas de velocidade (40 a 100, 60 a 120 e 80 a 120 km/h), com as marcas de 6s, 7s7 e 5s7, na sequência.

Na frenagem de 100 km/h a zero, o SUV garantiu a boa marca de 37,4 metros – ainda assim, 1,3 m depois da versão sem proteção de fábrica. Graças à melhor acústica proporcionada pela blindagem, o Q5 foi mais silencioso nas três medições de ruído interno. Em consumo rodoviário, o Q5 Security empatou com o Ambition, ambos com 12,5 km/l – vale ressaltar a diferença na medida dos pneus, 235/45R19, no primeiro, e 255/45R20, no segundo. Na cidade, o blindado conseguiu média de 7,1 km/l, ante 8,4 km/l do convencional.

Por falar em pneus, o Q5 blindado utiliza material do tipo run flat, que permite rodagem sem ar por até 80 km a uma velocidade de até 80 km/h. Isso só é possível graças ao reforço das paredes laterais dos pneus e à presença de uma cinta metálica que evita o desprendimento da roda mesmo vazio. Como efeito colateral, o rodar fica menos confortável em relação à maciez e ruído de rodagem. Graças ao aumento de massa em áreas altas (como teto e vidros), o Q5 Security apresenta rolagem mais acentuada da carroceria em curvas.

Preços e equipamentos

O Q5 Security custa R$ 370.990 e baseia-se no acabamento Ambiente (R$ 279.990), mas perde o teto solar panorâmico e a vigia lateral em vidro (substituída por aço).

De série, há ar-condicionado automático de três zonas, quadro de instrumentos com tela digital de 12,3 polegadas, porta-malas com abertura e fechamento elétricos, central multimídia com tela de 8,3 pol. e navegação integrada, vidros traseiros escurecidos, sensores crepuscular e de chuva, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, sensores de estacionamento frontais e traseiros e faróis de xenônio (fachos alto e baixo) com luzes de rodagem diurna em LED, além do excelente sistema de som Bang&Olufsen.

Como opcionais, o Q5 Security pode trazer ainda sistema de alarme com intercomunicador do tipo viva-voz com sirene (R$ 15.000) e o pacote Audi Side Assist com câmera 360° (R$ 12.000), que integra diferentes recursos de segurança para manobras de estacionamento.

Apesar de custar R$ 91 mil, a blindagem de fábrica do Q5 traz ao proprietário tranquilidade da manutenção da garantia total de dois anos. Além disso, ao contrário de uma proteção convencional, o Q5 Security foi projetado para suportar o peso extra, com reforço nos freios e em outros sistemas de segurança. É o preço a ser pago para ter na garagem um verdadeiro escudo sobre rodas.

 

Conclusão

Ovalor médio de uma blindagem nível III-A, como a do Q5 Security testado, é de R$ 54 mil, segundo dados da Associação Brasileira de Blindagem (Abralin). O custo da proteção do Q5 blindado de fábrica, por sua vez, é de R$ 91 mil. Apesar de cara, ela é uma garantia de que todos os sistemas do carro funcionarão perfeitamente, desde manobras de emergência (com o reforço nos freios e suspensão) até a proteção em caso de colisões (a Audi diz que a versão passou por crash tests específi cos). Na faixa dos R$ 400 mil, o Q5 Security é uma boa alternativa a quem não dispensa um zero quilômetro com a originalidade de fábrica preservada.

Veja a tabela de teste com os números de pista do Audi Q5 Security:

 

Newsletter

Newsletter

Quer ficar por dentro das noticias da Revista Carro em primeira mão?

Receba grátis!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This