Exportação segue ladeira abaixo, registrando queda de 42,2% nos primeiros cinco meses do ano

A Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), divulgou nesta quinta-feira (6), o balanço da indústria no mês de maio, que registrou um aumento de 29,9% na produção de veículos, em comparação com o mesmo mês de 2018.

A explicação para o crescimento é justificada pela greve dos caminhoneiros em maio do ano passado. O cálculo engloba automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Em números, a produção deste ano foi de 275,7 mil, ante 212,3 do ano passado. Se compararmos o desempenho com o mês de abril, no qual a produção foi de 267,6 mil, o aumento foi de 3,1%.

No acumulado do ano, o setor registrou aumento na produção de 5,3%, em comparação com os primeiros cinco meses de 2018, com números de 1,24 milhão e 1,17 milhão, respectivamente. Lembrando que a expectativa da Anfavea para este é de 9%, ultrapassando os 3 milhões de veículos produzidos.

Se a produção segue está em crescente, as exportações continuam bem preocupantes, com queda de 30,7%. Em 2019 foram mandados para o exterior 42,1 mil automóveis, já em 2018, a marca foi de 60,8 mil. Nos primeiros cinco meses do ano foram exportados 181,6 mil veículos, com queda de 42,2% em relação aos 314,1 mil mandados para o exterior ano passado.

Em relação aos empregos, o setor registrou queda de 1,8%, sempre em comparação entre os meses. Atualmente, o setor emprega pouco mais de 130 mil pessoas.

Pin It on Pinterest

Share This