Os contribuintes do estado de São Paulo, primeiro estado do país onde o Imposto Sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA) é cobrado, podem parcelar os valores no cartão de crédito. Os contribuintes podem pagar em cota única no mês de janeiro, onde tem desconto de 3%, ou parcelar em três vezes, de acordo com o final da placa do veículo.

A cobrança em São Paulo já começou, e o calendário de pagamento é o seguinte:

Placas com final 1 – vencimento 9 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 11 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 11 de março (terceira parcela).

Placas com final 2 – vencimento foi em, 10 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 12 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 12 de março (terceira parcela).

Placas com final 3 – 11 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 13 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 13 de março (terceira parcela)

Final 4 – 14 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 14 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 14 de março (terceira parcela)

Final 5 – 15 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 15 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 15 de março (terceira parcela)

Final 6 – 16 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 18 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 18 de março (terceira parcela)

Final 7 – 17 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 19 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 19 de março (terceira parcela)

Final 8 – 18 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 20 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 20 de março (terceira parcela)

Final 9 – 21 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 21 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 21 de março (terceira parcela)

Final 0 – 22 de janeiro (primeira parcela ou à vista com desconto), 22 de fevereiro (segunda parcela ou à vista sem desconto), 22 de março (terceira parcela)

A emissão da Guia de Regularização de Débitos (GRD) do IPVA poderá ser feita pelo site do Bradesco (www.bradesco.com.br), ou pela Secretaria da Fazenda do estado do proprietário. Para emitir o boleto, o proprietário deve registrar o número do Renavam, o CPF (ou o CNPJ, no caso de carros pertencentes a empresas), estado de emplacamento e a placa do veículo.

O valor de IPVA cobrado em todos os estados é de 1,5% a 4%, de acordo com o tipo de veículo e de combustível, baseado no valor de mercado do carro, calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Já o Seguro DPVAT os custos vão de R$ 16,21 (carros de passeio) a R$ 84,58 (motocicletas), o DPVAT deve ser pago junto com a primeira parcela do IPVA.

De acordo com o governo, o IPVA sairá, em média, 3,23% mais barato do que em 2018. Em comparação com o ano passado, considerando apenas automóveis, houve redução de 3,13%, já para motos, chega a 3,19%.

Pin It on Pinterest

Share This