Teste: Novo EcoSport 2.0 automático

EDISON RAGASSI
São Paulo (SP)
16/05/2018 11:39

Novo EcoSport ganha em desempenho e conforto com a evolução do motor e câmbio automático de 6 marchas.

Lançado em abril de 2017, o novo Ford EcoSport passou por mudanças no desenho da carroceria, no conteúdo, motor e câmbio. Na dianteira, o capô, para-choque e conjunto ótico foram redesenhados. Os faróis de neblina passaram a ser de série e a grade dianteira, além de elevada ficou maior.

O interior recebeu novo painel de instrumentos em material de superfície macia, a grafia dos mostradores foi mudada, os comandos do ar-condicionado foram emborrachados, os bancos redesenhados, recebeu a tela flutuante no sistema multimídia SYNC 3, localizado no centro do painel.

Novo EcoSport 2.0 automático: Motor e câmbio automático

No trem de força, profundas modificações. O motor 2.0 Duratec recebeu injeção direta de combustível e passou a chamar Duratec DirectFlex.

Esta modificação fez o SUV compacto ganhar potência. Abastecido com etanol passou de 147 cv a 176 cv. O mesmo ocorreu com o torque, ao utilizar o combustível vegetal, o modelo atual entrega 22,5 kgfm, contra 19,7 kgfm da versão anterior. E o câmbio automatizado de dupla embreagem e 6 marchas PowerShift deu lugar a um automático com conversor de torque também de 6 marchas.

Novo EcoSport 2.0 automático: Impressões ao dirigir, desempenho e consumo de combustível

Os novos motor e câmbio fizeram do carro que iniciou o segmento de utilitários esportivos compactos no país o mais potente da categoria, porém, não proporcionaram mudanças significativas no consumo de combustível.

Abastecido com etanol, a versão Titanium topo de linha testada na pista da Revista CARRO chegou a 5,9 km/l, contra 5,7 km/l do modelo anterior no ciclo urbano. Em rodovia consumiu 9,5 km/l, antes este consumo era de 10,7 kml/l.

Na dirigibilidade ficou melhor e alguns ajustes contribuíram para isso. A troca de motor e câmbio veio com uma nova calibração das suspensões e pneus de baixa resistência a rolagem. A direção com assistência elétrica também recebeu ajustes. Ele ficou mais macio ao trafegar nas ruas e avenidas de uma grande cidade e passar por valetas, lombadas e toda a sorte de buracos. Na rodovia passa mais firmeza e segurança ao encarar uma curva acentuada. Nas retomadas nem sempre o câmbio precisa reduzir marcha.

Novo EcoSport 2.0 automático: Espaço interno, conectividade e preço sugerido

A vida a bordo está mais amistosa, o SYNC 3 agora projeta na tela o aplicativo de rotas Waze e o Google Maps para os usuários de smartphones com sistema Android. Neste quesito, a Ford oferece vários aplicativos com os mais variados serviços que são espelhados na tela.

Bancos confortáveis, comandos no volante de fácil acesso, painel com excelente visualização, inclusive opção de velocímetro digital, são algumas das qualidades oferecidas pelo novo EcoSport Titanium que? tem preço sugerido de R$ 96.990.