Ford mostra nova F-150 Diesel nos EUA

FERNANDO NACCARI
De São Paulo (SP)
10/01/2018 14:10

A Ford mostrou o seu mais novo motor diesel V6. Com mais de 250 cv de potência e 60 kgfm de torque, equipará a linha 2018 da F-150, números que a deixam mais potente, com maior capacidade de carga e economia de combustível. O Power Stroke de 3.0 litros tem consumo estimado de 12,75 km/l. Vale lembrar que também é equipado com sistema Auto Start-Stop. Para comandar o novo conjunto, a nova F-150 vem com uma transmissão automática SelectShift de 10 velocidades calibrada para aproveitar melhor a curva de torque do motor. 

O novo motor também garante ao modelo a maior capacidade de carga útil e reboque do segmento, de 916 kg e 5.170 kg, respectivamente. Com isso, a linha F-150 passa a oferecer seis opções de motores no mercado norte-americano.

Segundo a Ford, o novo motor foi desenvolvido para os consumidores que transportam carga e reboque com frequência, sem perder a vocação Super Duty de picapes Série para serviço pesado. A principal vantagem do novo V6 é disponibilizar o torque máximo a apenas 1.750 rpm e deixá-lo com entrega contínua de força em ampla faixa de rotação.

A fabricante acrescenta ainda que o novo motor diesel V6 tem bloco de ferro grafite compactado, turbo de geometria variável de alta eficiência e sistema de injeção de combustível de alta pressão (29.000 libras por polegada quadrada) que permitem operação mais suave, silenciosa e com baixas emissões.

A carroceria da picape é fabricada em liga de alumínio de alta resistência, de nível militar, fator que permite uma redução de mais de 300 kg em seu peso total, ato que amplia também sua capacidade total de carga. Uma inovação neste motor é o emprego de ventoinha através de embreagem viscosa em substituição a antiga ventoinha elétrica. Associa-se ao conjunto um sistema ativo de abertura e fechamento da grade do radiador.

“Sabemos que os motores a diesel concorrentes com ventoinha elétrica perdem potência em calor e altitude extremos. Por isso, optamos por um ventilador mecânico viscoso, capaz de circular muito mais ar através do radiador e do intercooler nessas condições”, explica David Ives, especialista técnico de motores diesel da Ford.

Em condições moderadas de direção e reboque, a ventoinha é desacoplada e as aletas do radiador são fechadas para melhorar a eficiência aerodinâmica.