Toyota: em 2050, 90% dos carros serão elétricos

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
14/09/2016 12:18

A Toyota segue apostando no desenvolvimento de carros com motores movidos a energia elétrica, célula de combustível e também os híbridos, como o best-seller Prius -- mas acredita que as duas primeiras propulsões só terão alta participação na frota mundial a partir de 2025, quando seu desenvolvimento estará mais adiantado e o custo menor, fazendo com que os carros fiquem mais acessíveis.

Toyota espera que, em 2036, 60% da sua produção sejam de híbridos

Segundo Satoshi Ogiso, engenheiro-chefe da Toyota, o futuro dos automóveis é a motorização totalmente elétrica, mas o problema da autonomia persistirá, pois carros que rodam mais de 300 km com uma única carga continuarão mais caros que os híbridos pelo menos até 2025. 

Atualmente, carros elétricos com 250 km de autonomia ou menos já são mais baratos para serem desenvolvidos do que os híbridos, mas o mercado exige uma autonomia maior. Isso reforça a preferência pelos híbridos, que ainda contam com um custo de desenvolvimento similar ao de um carro a diesel, segundo Ogisu.

Nos próximos 20 anos, a Toyota espera que entre 50% e 60% de suas vendas de carros novos sejam de híbridos ou movidos a célula de combustível, e pelo menos 30% de veículostotalmente elétricos. A expectativa do engenheiro-chefe é que em 2050 (ou seja, daqui 34 anos) cerca de 90% dos carros novos serão elétricos.