SsangYong volta ao Brasil com 4 novos modelos

GUSTAVO DE SÁ
de São Paulo (SP)
21/09/2017 14:59

A SsangYong está de volta ao Brasil. Após a saída repentina do País há cerca de dois anos, a marca ressurge como SsangYong Brasil. A operação  de importação e comercialização será feita pelo grupo Venko Motors, do Grupo JLJ, que esteve à frente da representação nacional das marcas chinesas Chery e Rely no passado. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (21), em São Paulo. A venda dos primeiros carros terá início no primeiro trimestre de 2018. Serão quatro modelos: Tivoli, XLV, Actyon Sports e Korando (esses dois últimos reestilizações de modelos vendidos anteriormente por aqui).

O primeiro passo da volta da marca ao Brasil é a reestruturação da rede autorizada. De acordo com o diretor de Operações da SsangYong Brasil, Marcelo Fevereiro, já são 15 pontos credenciados abertos no País. Até o fim do ano, esse número irá dobrar. Para dezembro de 2018, a expectativa é que o total de concessionárias chegue a 50 lojas. O foco inicial é o pós-venda da frota circulante da marca em solo brasileiro.

O discurso entre os executivos da empresa é de otimismo. “Nosso nome é SsangYong Brasil para mostrar que a marca voltou para ficar. Os 17 mil clientes que têm um modelo da marca adquiridos anteriormente agora são nossa responsabilidade”, ressalta Marcelo.

Novos modelos

O destaque da nova linha de produtos da fabricante sul-coreana é o Tivoli, SUV de porte compacto que deverá brigar com Honda HR-V, Hyundai Creta, Jeep Renegade e Nissan Kicks, de acordo com a própria empresa.

O modelo foi exposto no evento desta quinta-feira em caráter de pré-lançamento. O Tivoli tem desenho que lembra o Kia Soul e Stoic (vendido na Europa). O motor é 1.6 a gasolina de 128 cv de potência e o câmbio, automático de seis marchas (fornecido pela japonesa Aisin). Segundo a empresa, a conversão do motor para o sistema flex é uma possibilidade avaliada para médio prazo.

O XLV é uma versão do Tivoli com balanço traseiro maior, que proporciona mais espaço no porta-malas. Apesar de ter a opção de sete lugares no exterior, por aqui o XLV terá apenas cinco assentos.

Outros dois modelos conhecidos são o Actyon Sports e o Korando, que trazem motor 2.2 diesel. Todos os quatro modelos serão vendidos em duas versões de acabamento. Os preços, entretanto, ainda não estão definidos.

“Podemos antecipar que os quatro modelos e versões terão preços muito competitivos, inclusive em relação a modelos fabricados aqui no Brasil”, afirma o presidente da SsangYong Brasil, Gerson Pittorri.

A expectativa de vendas para o primeiro ano de operação é de 3 mil unidades – média mensal de 250 carros.

A marca revelou, ainda, que irá trazer em 2018 o Rexton de nova geração. O modelo será a estrela da marca no próximo Salão do Automóvel de São Paulo. “Queremos mostrar aos nossos clientes que nossos planos vão transcender o discurso”, promete Marcelo Fevereiro.