Salão abre com protesto e expectativa de 750 mil

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
10/11/2016 13:12

De casa nova, o Salão do Automóvel de São Paulo 2016 abriu as portas para o público nesta quinta-feira (10) e vai até o dia 20 mantendo a expectativa de receber mais que as 750 mil pessoas que estiveram no evento de 2014, com a promessa de que encontrarão mais conforto e facilidade de acesso devido à mudança do Anhembi para o pavilhão do São Paulo Expo (zona sul).

No dia de abertura, porém, deram de cara com um protesto trabalhista.

Um grupo de cerca de 100 pessoas fez uma manifestação contra a Nissan, percorrendo os corredores do pavilhão vestindo camisetas com a frase "Nissan joga sujo" e mostrando cartazes contra o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. A acusação é de que a montadora é "anti-sindical", uma referência à política da fábrica da Nissan no Mississipi (EUA), a qual não permite a associação sindical dos empregados.

A montadora vem enfrentando esse tipo de manifestação no Brasil pelo menos desde a Olimpíada -- houve protestos durante os desfiles da tocha, que era escoltada por um SUV Kicks (a marca patrocinou os jogos). A organização é do UAW (United Auto Workers), o maior sindicato automotivo dos EUA, em conjunto com CUT e Força Sindical.

Procurada pela CARRO, a Nissan divulgou a seguinte nota: "Nas fábricas da Nissan de todo o mundo, a decisão de unir-se, ou não, a um sindicato cabe inteiramente ao funcionário. A Nissan respeita as leis trabalhistas em todos os países em que opera e garantimos que nossos funcionários têm liberdade de expressar suas opiniões. Os funcionários da Nissan Estados Unidos possuem empregos que estão entre os mais seguros e os que oferecem os maiores salários em manufatura nas regiões em que operam. Nós apoiamos o direito de cada funcionário escolher quem os representa, e os funcionários da Nissan Estados Unidos votaram repetidamente contra representação sindical."

FERIADO E FIM DE SEMANA
A aposta numa visitação ao Salão do Automóvel maior que a de dois anos atrás deve-se ao feriado da Proclamação da República, no dia 15, exatamente na metade do salão. Leandro Lara, diretor da Reed, empresa que organiza o evento, dá uma dica a quem pretende visitar o evento no feriado ou no final de semana: "A melhor opção é vir de transporte público, pois oferecemos traslado gratuito dos metros Jabaquara e Santos/Imigrantes até o pavilhão", explicou.

Entrada do público logo após a abertura do salão 
Na noite de quarta, quando o salão ainda estava fechado ao público, mas recebeu convidados VIP e um grande número de jornalistas, o trânsito parou nas vias de acesso ao pavilhão e ao prédio-garagem, com muita gente tentando chegar e sair ao mesmo tempo. Algumas horas após a abertura dos portões, nesta quinta, o trânsito também estava travado. Pela manhã, o vice-governador de São Paulo visitou o pavilhão. O presidente Michel Temer (PMDB), não.

Nos dias de visita da imprensa (terça e quarta) o sistema de ar-condicionado do pavilhão apresentou interrupções no funcionamento, e houve falta de luz em estandes e um blecaute geral. Também ocorreu um princípio de incêndio num quiosque na parte externa do pavilhão. São problemas que não se repetirão, garantem os organizadores. 

CARRO acompanhou a abertura dos portões, que foi movimentada, mas tranquila. Dentro do São Paulo Expo, os visitantes encontram mais de 100 estandes, entre eles, os de 30 montadoras de veículos. Aplicativo oficial e gratuito desenvolvido pela Motorpress, que publica a CARRO, oferece mapas do local.

SERVIÇO COMPLETO
29º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo
Data: 10 a 20 de novembro
Horário: 10/11, das 14h às 22h (entrada até 21h); De 11/11 a 19/11, das 13h às 22h (entrada até 21h); 20/11, das 11h às 19h (entrada até 18h)
Local: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo (SP)
Preço (sem taxa de conveniência): R$ 40 (primeiro dia); R$ 70 (dias úteis e último domingo); R$ 95 (finais de semana, feriado e emenda de feriado). Estudantes e idosos pagam meia-entrada. Criaças com até cinco anos de idade não pagam.
Onde comprar: www.salaodoautomovel.com.br
Estacionamento: R$ 40, no local, período de 12h; ou R$ 30, na avenida Miguel Estéfano, 2.659, com transfer gratuito. Número total de vagas: 15 mil (preço para carros de passeio)
Metrô mais próximo: Jabaquara, Linha 1-Azul do Metrô. Distância do pavilhão: 800 metros. Haverá traslado gratuito para o pavilhão

_______________________________
Participam da cobertura: Caio Bednarski, Claudio de Souza Florencio, Hector Vieira, Hugo Porfírio, Leonardo Barboza, Renan Senra, Rodrigo Ribeiro, Wilson Toume e Foggy (vídeos)


Apoiador editorial da revista e site CARRO no Salão do Automóvel 2016