Pré-venda do VW Polo começa no dia 29 de setembro

FERNANDO LALLI
de São Paulo (SP)
18/09/2017 09:47

Novo Polo brasileiro terá para-choques dianteiro e traseiro ligeiramente mais agressivos que o europeu (foto)
Se você gostou do que viu até agora do Novo Polo, pode se programar. De acordo com a rede de concessionárias Caraigá, revendedora Volkswagen, a pré-venda do Novo Volkswagen Polo começa ainda no mês de setembro.

"No dia 29 de setembro a Volkswagen abrirá a pré-venda do novo VW Polo, com ótimas expectativas de vendas. Pelo fato das novas tecnologias adicionadas ao modelo e também por conta do design específico para o mercado nacional, estamos recebendo questionamentos diários e até a presença de clientes em nossas lojas. Isso demonstra o quão esperado a sexta geração do Polo está sendo por nossos clientes", relata Luiz Fernando Magalhães, gerente de vendas da nova Caraigá Volkswagen Jardins.

O compacto chegará às lojas em novembro deste ano, com três opções de motorização: 1.0 MPI, 1.6 MSI e 1.0 TSI (rebatizado de 200 TSI). Nós já dirigimos uma unidade pré-série do Polo nacional com o motor turbinado e câmbio automático de seis marchas. De acordo com a Volkswagen, o novo Polo feito em São Bernardo do Campo terá desenho da dianteira levemente diferente em relação ao europeu. Outra mudança para o carro brasileiro é a elevação da suspensão em 20 mm.

Fábrica de São Bernardo do Campo voltou a operar em 3 turnos para produzir o Novo Polo (foto: Gustavo de Sá)

Para desenvolver e produzir o novo Polo (e sua variante sedã, o Virtus), a Volkswagen investiu R$ 2,6 bilhões na unidade fabril Anchieta (setores como estamparia, pintura e montagem foram modernizados), que voltou a operar em 3 turnos. O aporte faz parte do cronograma de investimentos da empresa no Brasil, até 2020, de R$ 7 bilhões.

Esse montante será utilizado no desenvolvimento de mais dois modelos feitos a partir da estrutura MQB: um novo SUV compacto (baseado no conceito T-Cross Breeze) e uma picape de porte similar à Fiat Toro, como revelamos no início de julho.

(Com informações de Edison Ragassi e Gustavo de Sá.)