Novo Ford Fiesta 1.0 EcoBoost tem 140 cv

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
30/11/2016 10:21

A Ford finalmente revelou tudo sobre o novo Fiesta. O lançamento em duas etapas ficou completo nesta manhã de quarta-feira (30), quando a fabricante detalhou as novas dimensões do carro (que está maior), suas tecnologias e motores.

Fiesta foi apresentado em Colônia, na Alemanha

Visualmente, CARRO já trouxe para você uma análise do que mudou no novo Fiesta, mas a "olho nu" não podíamos cravar que o hatch havia crescido. Mas agora está confirmado: o Fiesta ficou 7,1 cm mais comprido e 1,2 cm mais largo, graças aos parachoques mais encorpados. As bitolas (distância entre as rodas do mesmo eixo) também estão mais largas: na frente em 3 cm e atrás em 1 cm. A distância entre eixos cresceu imperceptíveis 4 mm. 

A companhia também tratou de aprimorar a estrutura do veículo, prometendo entregar 15% mais rigidez torcional e níveis menores de ruído, vibração e aspereza do motor por meio de um isolamento acústico melhor (que inclui até um para-brisa acústico). Com isso, a Ford diz que o Fiesta está 7% mais silencioso que o atual a 100 km/h.

Outros detalhes do Fiesta reforçam o cuidado que a fabricante teve em transformar o hatch num automóvel mais sofisticado, a fim de distânciá-lo do hatch compacto Ka na Europa (que por lá se chama Ka+). Por exemplo, os sensores de estacionamento agora são integrados à lataria, os jatos dos lavadores do para-brisa estão escondidos pelo capô e não há nenhum parafuso ou porca visível nas lanternas. 

Hatch está maior e mais silencioso, segundo a Ford

TECNOLOGIAS AINDA MAIS AVANÇADAS
Nesta terça-feira, quanto trouxemos a notícia da revelação do novo Fiesta, afirmamos que ele é equipado com recursos autônomos de segurança, como o piloto automático adaptativo e frenagem de emergência com detecção de pedestres. A Ford, no entanto, explicou que não só o hatch possui estes assistentes, como eles são de segunda geração dentro da própria marca. 

O novo Fiesta possui duas câmeras, três radares e 12 sensores ultrassônicos que monitoram o veículo em 360 graus e podem "ler" a via a uma distância de 130 m, o que aumenta a eficácia do assistente para colisão frontal e a detecção de pedestres. O pacote de tecnologias é complementado pelo park assist (que informamos antes) e: alerta de tráfego cruzado traseiro, alerta de pontos cegos, assistente de manutenção à faixa, entre outros.

Interior do hatch ficou mais refinado, inspirado no novo Ecosport

Para melhorar sua dinâmica, a fabricante também oferece vetorização de torque ao novo Fiesta, que, aliada às buchas mais rígidas das suspensões, proporciona ao hatch 10% mais aderência em curvas, deixando-o com uma condução mais esportiva.

ASPIRADO, TURBO E DIESEL
Sob o capô do novo Fiesta a Ford vai disponibilizar uma gama de motores com sete calibrações de potência diferentes e três tipos de propulsão. As 1.0 tricilíndricas EcoBoost (turbo) deverão ser as mais vendidas, com potências de 100 cv, 125 cv e 140 cv (todas acopladas à nova transmissão manual de seis marchas ou, no caso da de 100 cv, uma opção automática de seis marchas) e possuem um inédito recurso de desativação de cilindro sob demanda. A Ford não detalhou quantos cilindros (bom, não pode ser mais de dois, não é?), nem as situações para o recurso ser ativado. 

Hatch terá quatro versões diferentes na Europa

As versões aspiradas 1.1, também com três cilindros apenas, produzem 70 cv ou 85 cv, trabalhando com câmbio manual de cinco marchas. Por fim, as diesel 1.5 TDCI (turbodiesel com injeção direta) podem gerar 85 cv ou 120 cv. 

Os motores 1.0 EcoBoost e 1.5 TDCI de 85 cv ainda possuem o recurso de fechamento da grade da entrada de ar ativo. 

O novo Ford Fiesta chegará às lojas europeias até o final do primeiro semetre do ano que vem.