Mitsubishi L200 Triton Sport HPE-S na terra

FERNANDO LALLI
de São Paulo (SP)
27/04/2018 19:14

Picape ganha versão topo de linha mais equipada sem perder a vocação para o off-road

Nova versão topo de linha sai por R$ 174.990

Gama totalmente reformulada, novos equipamentos e grades frontais personalizadas, mas a aptidão para o off-road continua a mesma: em sua versão 2019, a Mitsubishi L200 Triton Sport mantém todas suas qualidades para enfrentar para o trabalho (pode carregar até 1.075 kg na caçamba) e caminhos fora de estrada. Agora a linha é composta por cinco modelos. Além da HPE (R$ 154.990), são quatro novas variantes: duas de entrada com câmbio manual de seis marchas, sendo a GL voltada a frotistas (R$ 120.990) e a GLX para o público final (R$ 126.990); a intermediária GLS agora com câmbio automático de cinco marchas (R$ 137.990); e a nova versão topo de linha HPE-S (R$ 174.990).

Painel tem acabamento simples, mas robusto

Todas as cinco versões contam com motor 2.4 turbodiesel de quatro cilindros – que, assim como a picape, é produzido em Catalão (GO) pela HPE Automóveis do Brasil, que administra a marca Mitsubishi Motors no país. Totalmente em alumínio, o motor é capaz de gerar potência de 190 cv a 3.500 rpm e torque de 43,9 kgfm a 2.500 rpm. De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, com esse motor, a L200 faz 9,9 km/l na cidade e 11,8 km/l em rodovia. A fabricante afirma que versões com motores flex estão nos planos, mas sem data de lançamento.

Tração tem opção de bloqueio de diferencial e reduzida

As versões HPE e HPE-S ainda contam com sistema de tração Super Select com acionamento através de botão seletor próximo à alavanca de câmbio. São quatro opções: tração 4x2 traseira (2H), tração 4x4 convencional (4H), 4x4 com bloqueio do diferencial central (4HLc) e 4x4 com bloqueio e reduzida do câmbio (4LLc). Atualmente, é a única picape média produzida no Brasil com essa última opção. As demais versões da linha têm o sistema de tração Easy Select, semelhante, mas sem a reduzida do câmbio.

Lugar da L200 é na terra!

Nada incomoda
O test drive oferecido pela fabricante nas imediações da unidade goiana teve percurso de cerca de 100 km. Destes, mais de 60 km em estradas de terra e trilhas por entre fazendas da região, durante os quais o conforto de rodagem da Mitsubishi L200 Triton Sport HPE-S em situações adversas impressionou.

Em trilhas mais fechadas, a tração integral se destaca

O acabamento interno é esteticamente bem simples para um veículo de R$ 174 mil, mas o cancelamento de ruídos e vibrações dentro da cabine é notável. O trabalho feito pela engenharia local vai desde o revestimento do painel até os coxins entre as longarinas do chassi e a carroceria, que receberam mudanças na composição da borracha para absorver mais ruídos e vibrações sem perder a robustez. O característico som do funcionamento do motor diesel é pouco percebido no habitáculo. A tampa que cobre o motor, por exemplo, foi especialmente trabalhada para abafar o “grilar” constante dos injetores de combustível.

Defletores no assoalho evitam que a água cubra capô e para-brisa

Do asfalto para a terra, basta girar o seletor de tração para o modo 4H que pode ser acionado em movimento a até 100 km/h e seguir viagem. Buracos e irregularidades são transpostos com uma facilidade que, somada ao tratamento acústico, transmite uma tremenda confiança para o motorista. Em trilha leve, mas com piso recoberto por lama e pedras lisas, foi a oportunidade de testar as duas configurações de tração com diferencial central bloqueado e reduzida. Neste caso, é necessário estacionar a picape e colocar a alavanca de câmbio em neutro antes de acioná-las. A picape pode encarar trechos com até 60 cm de água, e agora é equipada com difusores que evitam que a água cubra o para-brisa.

Leva até 1.075 kg na caçamba

A versão HPE-S tem vários recursos como sistema multimídia diferenciado, rodas de 17 polegadas, banco do motorista com ajustes elétricos, ar-condicionado digital, freios com assistência de distribuição de força, de condução de trailer (TSA) e de partida em rampa (HSA), sete airbags, controles de estabilidade e tração, controle de velocidade de cruzeiro, abertura de porta por presença de chave e partida do motor por botão. Enfim, um pacote bastante atraente e satisfatório por sua faixa de preço. E ainda encara estradas de terra com valentia ímpar – ou seja, mais do que preparada para o trabalho duro em áreas rurais, e sem maltratar o motorista.