Mercedes atualiza SLK, que vira SLC

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
16/12/2015 17:00
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-AMG SLC43
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300
Mercedes-Benz SLC300

A Mercedes-Benz revelou nesta terça-feira (15) a versão reestilizada do SLK, que passa a se chamar SLC, já adotando o novo padrão de nomenclaturas da marca, que aproxima o modelo à classe de referência (C). A novidade será apresentada oficialmente durante o próximo Salão de Detroit, em janeiro de 2016. 

O conversível será vendido em duas versões: SLC 300 e Mercedes-AMG SLC 43. A primeira terá sob o capô um motor 2.0 turbo de quatro cilindros, capaz de gerar 244 cv de potência e 37,7 kgfm de torque. Já a versão mais potência será impulsionada por bloco 3.0 V6 biturbo de 367 cv e 53 kgfm. Ambos vão trabalhar com o câmbio automático de nove velocidades da Mercedes. 

Segundo a fabricante, o SLC 300 alcança os 100 km/h em 5s7, atingindo velocidade máxima de 209 km/h. O SLC 43 cumpre a mesma prova em 4s6, podendo chegar aos 249 km/h. 

Os conjuntos de motores e câmbio representam uma diferença significativa à gama do conversível. O modelo atual ainda é vendido com opções 1.8 de 203 cv (SLK 250), 3.5 V6 de 306 cv (SLK 350) e uma 5.5 V8 de 420 cv (SLK 55 AMG). As transmissões podem ser automáticas ou manuais, de seis marchas ou sete marchas. 

Além dos novos "corações", a Mercedes-Benz promoveu uma série de mudanças na estrutura do SLC que devem melhorar o desempenho e dirigibilidade do carro. Os freios, por exemplo, estão maiores e os coxins do motor e e eixo traseiro estão mais rígidos. Os amortecedores também foram retrabalhados. Há ainda um limitador de escorregamento do diferencial opcional que promete atribuir melhor aceleração na saída de curvas e ao partir da imobilidade. Neste caso, estabilidade em velocidades mais altas e em frenagens também são beneficiadas. 

A versão SLC 43 contará com diversos recursos eletrônicos de mapeamento do comportamento do motor, acelerador e suspensão, além amortecedores adaptativos (opcional).