Lucid mostra Air, sedã elétrico de 1.000 cv

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
15/12/2016 11:49

A Lucid Motors, uma start-up americana especializada em veículos elétricos, mostrou nesta quinta-feira (15) o seu primeiro conceito, o Air. Trata-se de um sedã movido por dois motores elétricos que garatem um impressionante de 1.013 cv de potência.

Lucid Motors mostrou conceito elétrico Air

A meta da Lucid Motors é rivalizar com a versão topo de linha do Tesla Model S, a P100D (que, de acordo com Elon Musk, proprietário da Tesla, é o carro de produção mais rápido do mundo). Para isso, o melhor argumento da Lucid é afirmar que, assim como o seu concorrente, ela é capaz de entregar um veículo que acelera de 0 a 100 km/h em apenas 2s5 (tempo melhor do que o de superesportivos da estirpe de Bugatti Veyron, por exemplo). 

A start-up vai oferecer o Air com duas opções de bateria: de 100 kWh ou 130 kWh, sendo que a última deve entregar uma autonomia de 643 km, segundo a fabricante. 

Visual do sedã mistura elementos futuristas e elegantes

Apesar de as fotos liberadas pela Lucid revelarem apenas o conceito do Air, seu design de produção não deve fugir muito do estudo. O visual combina elementos futuristas (como faróis e lanternas extremamente afilados, retrovisores mais finos e maçanetas embutidas na carroceria) com elegância, devido à sua silhueta mais tradicional de um três volumes. Os balanços (distância entre o final do parachoque e o eixo) frontal e traseiro bem curtos apontam para um aproveitamento de espaço generoso na cabine.

Painel do Lucid Air é todo digital e há poucos botões no console

Falando em interior, o habitáculo do Air parece fazer jus ao modesto preço de US$ 160 mil (ou R$ 540.800) sugerido pela Lucid. Com um nível de conforto aparente próximo ao de sedãs de luxo da categoria de um BMW Série 5, os bancos traseiros só possuem dois lugares reclináveis com espaço de sobra para os ocupantes e telas de infoentretenimento. Na frente o painel é todo digital e há poucos botões físicos no console e laterais das portas. 

Espaço traseiro é generosa e bancos são reclináveis

O material liberado até agora sobre o Air não fala sobre tecnologias autônomas (algo que a Tesla investe muito). O modelo chegará ao mercado em 2018.