Lamborghini pode ter hiperesportivo elétrico

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
21/09/2016 11:25

A Lamborghini construiu sua fama e reputação desenvolvendo esportivos de ponta para os entusiastas. Referência em emoção e design, é difícil compreender a razão da marca não participar da "festa VIP" dos hiperesportivos atuais, representada pela trinca de ouro McLaren P1, Porsche 918 Spyder e Ferrari LaFerrari. Mas ao que tudo indica, a companhia tem um plano diferente em mente.

Nesta quarta-feira (21) o site AutoBild divulgou que a fração italiana do Grupo Volkswagen está trabalhando em um superesportivo elétrico, cuja arquitetura será a mesma do aguardado Porsche Mission E, a J1, modular. A plataforma deverá seguir o padrão das outras utilizadas pelo conglomerado, ou seja, com ampla possibilidade de escala e flexibilização.

Conceito Lamborghini Asterion foi o mais perto que a marca chegou de um híbrido

Batizado de Vitola (pelo menos de acordo com a publicação), o carro deverá contar com um sistema de carregamento rápido de bateria, gerar mais potência que os 750 cv do Aventador SV (e possivelmente mais que o futuro Mission E) e acelerar de 0 a 100 km/h em 2s5. 

Embora oficialmente a Lamborghini tenha negado que um modelo elétrico está previsto no horizonte da marca, ela poderia usar uma extratégia especial para o suposto Vitola, limitando sua produção a poucas unidades, como fez com o Veneno e o Centenario.