Hyundai Creta nacional deve passar de 150 cv

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
01/11/2016 15:30

Hyundai revelou apenas fotos misteriosas do Creta
A Hyundai continua a divulgação em conta-gotas do Creta, SUV compacto que a marca fabricará em Piracicaba (SP) e mostrará por completo no Salão do Automóvel de São Paulo, que abre ao público no próximo dia 10.

Agora a marca sul-coreana revelou que o modelo adotará motores 1.6 e 2.0 flex, apesar de não ter divulgado a potência. Ambos terão variação de fase nos dois comandos de válvulas -- o que pode deixar o Creta nacional mais potente que o vendido em outros países.

Visual do Creta nacional será similar ao vendido na Ásia (na foto)
Na Rússia, o novo Hyundai gera 123 cv e 150 cv nas versões 1.6 e 2.0, respectivamente. Por aqui, é possível que o modelo topo de linha se aproxime dos 167 cv do Elantra, sedã que empresta plataforma e parte do trem-de-força do Creta. O câmbio será sempre de seis marchas, manual ou automático convencional.

A Hyundai não revelou se irá oferecer a versão 4x4 por aqui, mas, dada a baixa demanda por esse tipo de transmissão no segmento de SUVs compactos, é provável que o Creta nacional tenha apenas tração dianteira.
Motores 1.6 e 2.0 (na foto) flex terão comando de válvulas variável
A fabricante não deu detalhes de preços e versões, mas é certo que o jipinho paulista dispute o segmento de R$ 70 mil a R$ 100 mil, concorrendo com Honda HR-V, Jeep Renegade e Nissan Kicks. Entre os equipamentos disponíveis no Creta asiático que devem equipar o modelo nacional estão: seis airbags, controle de estabilidade e tração, partida por botão e monitoramento da pressão dos pneus.

Creta nacional será revelado no Salão de SP; lanterna já apareceu
Junto do SUV, a Hyundai Motors do Brasil (divisão que cuida dos carros fabricados localmente) vai lançar os novos Tucson, Elantra e, possivelmente, o Veloster Turbo. Ao contrário do Creta, o trio de importados é vendido no país pelo grupo Caoa, responsável pelos modelos que vêm de fora.