Ford mostra novo Fiesta, mas esconde motores

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
29/11/2016 19:15

Ford mostrou quatro versões diferentes do novo Fiesta

Conforme adiantamos mais cedo nesta terça-feira (29), a Ford mostrou a nova geração do Fiesta em evento realizado em Colônia, na Alemanha. O verbo é este mesmo, "mostrar", pois muito pouco foi revelado sobre o carro durante sua apresentação, como detalharemos agora. 

VEJA TAMBÉM
Ford revela motorização do Fiesta, com motor 1.0 EcoBoost de 140 cv

Novo Ford Fiesta Titanium

A Ford levou à Alemanha quatro versões do Fiesta, foram elas uma topo de linha Vignale, a Titanium, uma com apelo off-road, a Active, e a esportiva ST (vazada anteriormente). Embora todas elas sigam a mesma abordagem visual, cada versão ostenta uma particularidade estética, sobretudo no formato da grade e moldura dos faróis de neblina.  

Fiesta Vignale é a versão mais luxuosa do hatch

Por exemplo, o Fiesta Titanium é o que mais se assemelha ao modelo da geração que ele substitui. A grade trapezoidal foi diminuída e está com um formato mais tradicional em relação à forma geométrica e o conjunto óptico, assim como o do ST discutido mais cedo, está menor em comprimento e com acabamento interno mais moderno (além da aparente assinatura de LED). O parachoque está mais encorpado em comparação ao Fiesta atual e os faróis de neblina estão verticais (em lugar do redondos).

Lanternas horizontais são novidade visual do Fiesta

A versão Active, aventureira, traz os mesmos elementos da Titatium, com exceção da grade, que é em formato de colmeia (em vez dos frisos horizontais). Além disso, sua personalização inclui rack de teto, spoilers e saias pratas. A opção mais luxuosa Vignale também muda a grade, com detalhes cromados, e o parachoque, que possui uma entrada de ar praticamente conectada aos faróis de neblina, neste caso, horizontais (como são também os do ST).

Versão Active tem apelo aventureiro

Atrás, o grande destaque são as lanternas horizontais, em lugar das verticais (que já eram uma característica marcante do Fiesta). Elas estão em todas as versões do hatch.

Versão esportiva ST vazou na internet antes da revelação

Internamente, como CARRO havia dito, o Fiesta conta com o mesmo design estreado na reestilização do Ecosport. Ou seja, promove uma verdadeira reformulação na cabine do compacto. 

Assim como o Ecosport, o Fiesta abandonou a tela embutida no painel, a fim de aderir ao que parece ser tendência na indústria automotiva: o "tablet flutuante" acima do painel. A tela mede 8'' e é sensível ao toque. Conta com o software multimídia Sync 3 e pode ser equipada com sistema de áudio da Bang&Olufsen. Também em comum com o SUV, há duas saídas de ar horizontais logo abaixo da tela e, mais embaixo, os comandos remodelados do ar-condicionado (monozona, como apontam as fotos). O painel de instrumentos possui novo grafismo e uma tela central que abriga as informações do computador de bordo. 

Interior do novo Fiesta foi todo reformulado, tal qual do novo Ecosport

Apesar de não ter divulgado qualquer informação a respeito da motorização ou tecnologias presentes no novo Fiesta, as fotos internas confirmam alguns dos recursos que prevíamos que o hatch teria nesta geração. O principal deles é a frenagem autônoma com detecção de pedestres (item indispensável para Euro NCAP, órgão que realiza os crash-tests na Europa, atribuir cinco estrelas em segurança a um veículo). O botão do piloto automático adaptativo é o que dá a dica desta tecnologia, afinal, todos os carros da Ford na Europa que possuem o ACC também têm o freio de emergência autônomo. 

Foto mais de perto mostra alguns recursos tecnológicos que o hatch terá

Outra estreia interessante do novo Fiesta é o park assist. o botão no console central indica o recurso, que deve ser o de segunda geração, capaz de estacionar sozinho em vagas paralelas e perpendiculares. 

A Ford não divulgou outra data para divulgar mais informações sobre o Fiesta para confirmarmos os motores desta nova geração.